Cultivo medicinal

Justiça concede segunda permissão para cultivo da maconha no Estado


O plantio caseiro da maconha, visando à extração da substância para uso medicinal do pequeno João Pedro, de 9 anos, foi autorizado na última terça (21).

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 23/01/2020 às 9:30
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Mais uma família pernambucana recebeu a autorização para cultivar a planta da maconha em casa, para uso medicinal. A decisão da Justiça Federal de Pernambuco saiu na terça-feira (21). Elaine da Silva, mãe de um menino de 9 anos, que sofre com convulsões, foi a beneficiada.

Esta é a segunda autorização concedida pela Justiça, no Estado, após anos de tentativas de tratamentos convencionais sem resultados positivos.

>> Justiça autoriza uso medicinal da maconha pela primeira vez em Pernambuco

>> Justiça concede autorização para mãe de criança autista plantar maconha medicinal em Pernambuco

Diagnóstico

João Pedro teve sua primeira crise convulsiva aos dez meses de vida. Em seguida, veio o diagnostico de epilepsia, seguidos de crises de difícil controle, que só aumentavam. Elaine se viu obrigada a largar o trabalho para cuidar do pequeno. Agora, o plantio caseiro visando a extração da substância para uso medicinal do pequeno João Pedro, está liberado. Fato que trouxe alívio e esperança para família.

>> Polícia prende suspeito de plantar maconha e dizer que seria para ''enfeites de natal''