JUSTIÇA

Audiência de ex-delegado condenado por corrupção é marcada para março

O ex-delegado Tiago Cardoso foi condenado a 14 anos e sete meses de prisão, em 2017

Audiência de ex-delegado condenado por corrupção é marcada para março

Os crimes teriam sido cometidos em 2009, pelo ex-delegado - Foto: Reprodução/TV Jornal

O ex-delegado da Polícia Civil Tiago Cardoso da Silva, que foi condenado a 14 anos e sete meses de prisão por crimes ligados à corrupção, responde a um novo processo. Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), ele e outros três policiais civis são réus por peculato (desvio de dinheiro público) e falsificação de documento público.

A audiência de instrução e julgamento ficou marcada para o mês de março. A defesa do ex-delegado afirma que vai provar a inocência do cliente.

Crimes

Os crimes teriam sido cometidos em 2009 período em que Tiago ainda era delegado e atuava na extinta Delegacia de Crimes Contra a Propriedade Imaterial, também conhecida como Delegacia de Combate à Pirataria. A denúncia, sob sigilo, só foi oferecida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) no ano passado.

>>Youtubers que invadiram Cotel para fazer pegadinha são condenados

>>João de Deus é condenado a 19 de prisão por crimes sexuais contra mulheres

Investigações

De acordo com as investigações, os crimes têm relação com a apreensão de 76 botijões de gás, que deveriam ter sido entregues ao fiel depositário, que é o responsável pela guarda de um bem durante processo judicial, mas isso nunca ocorreu.

O Ministério Público acredita que que os botijões podem ter sido repassados pelos policiais para terceiros, mediante pagamentos em dinheiro.

Condenado

No primeiro processo, Tiago Cardoso foi condenado a 14 anos e sete meses de prisão, em 2017. Segundo as investigações ele e outros policiais teriam articulado um esquema de propina paga por comerciantes chineses para que mercadorias falsificadas não fossem apreendidas. Ele está recorrendo em liberdade.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.