CELEBRAçãO

111 anos de Dom Helder Câmara: instituto precisa de ajuda para reforma

O Dom da Paz completaria 111 anos nesta sexta. Ele ocupou, por mais de duas décadas, o cargo de Arcebispo de Olinda e Recife

111 anos de Dom Helder Câmara: instituto precisa de ajuda para reforma

O arcebispo deixou um legado de paz e amor, e seus ensinamentos são compartilhados até hoje - Foto: Reprodução/TV Jornal

Considerado um dos mais importantes religiosos do século passado, Dom Helder Câmara completaria 111 anos nesta sexta-feira, 7 de fevereiro. O Dom da Paz ocupou o cargo de Arcebispo de Olinda e Recife por mais de duas décadas. Ele também defendeu os mais pobres, e combateu e denunciou os abusos da ditadura.

O Instituto Dom Helder Câmara, que é um empresa sem fins lucrativos e trabalha na manutenção do acervo arcebispo emérito, existe há 28 anos, no bairro da Boa Vista, área central do Recife. No entanto, desde o começo do mês passado, está de portas fechadas, por conta de uma invasão.

Vandalismo

No dia três de janeiro, o Centro de Documentação Dom Helder Câmara foi assaltado por criminosos. De acordo com informações de funcionários do órgão, ao chegar para trabalhar, encontraram o espaço vandalizado.

Do local, foram levados quatro monitores de computadores, dois notebooks, um data show e uma máquina de calcular elétrica. Na ocasião, gavetas e armários também foram abertos e objetos jogados no chão.

No início desta semana, os coordenadores do Instituto Dom Helder foram recebidos pelo governador Paulo Câmara. Ele foi colocado a par da situação do instituto e determinou que as secretarias de Educação e de Cultura colaborem com a reestruturação da entidade.

>> Após 20 anos sem Dom Hélder, amigos relembram sua trajetória

Novo projeto

O Idhec planeja ampliar a área do centro de documentação. É um projeto de 10 anos atrás, que nunca saiu do papel, por falta de recursos financeiros. O terreno para ampliação fica ao lado. Segundo diretor do Idhec , Antônio Carlos, o novo edifício deve custar R$ 250 mil somente para a construção civil. "Nós estamos aproveitando a situação de crise para transformar em uma oportunidade de realização. É um projeto que custa R$ 250 mil a sua construção", disse Antônio.

O projeto está sendo atualizado para concessão das licenças, que devem sair neste mês. O instituto vem buscando financiamento dos governos federal, estadual e municipal. O edifício terá térreo e primeiro andar. Na parte superior, vai ser guardado o acervo, enquanto no térreo, haverá um salão para realização de seminários e para receber escolas, religiosos e visitantes interessados em conhecer a obra de dom Helder.

Solicitação de ajuda

O diretor do Instituto afirmou que solicitou ajuda ao poder público e também a várias instituições. Ele conta ainda com doações, tudo para preservar a memória de alguém que se dedicou a transformar vidas e histórias usando sempre o caminho da partilha e da fé.

>> Criminosos invadem e roubam Centro de Documentação Dom Helder Câmara no Recife

Saiba como doar

CONTA PARA DEPÓSITO – PREFERENCIALMENTE IDENTIFICADO:
IDHeC – Instituto Dom Helder Camara
CNPJ 08.799.272/0001-05
Banco Itaú 341
Agência 3175
Conta Corrente - 19.789-0

Comemoração de aniversário

Para celebrar o aniversário do Dom da Paz, falecido aos 90 anos, em agosto de 1999, o Idhec realizará um sarau. Haverá também músicas de Carnaval. A programação começa às 19h, na Igreja das Fronteiras, na Boa Vista, área central do Recife, com declamação de poesias escritas pelo arcebispo emérito. A encenação ficará a cargo de jovens atendidos pela Casa de Frei Francisco, braço social do Idhec, que funciona nos Coelhos, também no centro da capital pernambucana.

Em seguida, a cantora e compositora Cylene Araújo cantará músicas carnavalescas. A festa termina com apresentação, no pátio da igreja, do bloco Artesãos de Pernambuco, acompanhado pela Orquestra de pau e corda Evocações, liderada pelo maestro Barbosa.

Os adolescentes que vão participar do recital foram preparados pelo ator Júnior Aguiar, do grupo de teatro Coletivo Grão Comum. Foi ele quem, em dezembro do ano passado, dirigiu e encenou o Auto das Fronteiras. A peça contou o nascimento do menino Jesus, baseado nos ideais de Dom Helder. No domingo (9), às 11h, haverá uma missa em Ação de Graças pela vida do Dom da Paz, celebrada pelo capelão da Igreja das Fronteiras, padre Fábio Potiguar Santos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.