JULGAMENTO

Acusados de chacina em Jaboatão são condenados a 501 anos de prisão

TV Jornal / JC Online
TV Jornal / JC Online
Publicado em 13/06/2018 às 16:35
Leitura:

-Foto: Reprodução/Google Maps

Após julgamento na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, cinco réus foram condenados por homicídio qualificado e associação criminosa armada. O grupo foi acusado pela autoria da chacina que deixou quatro pessoas mortas em uma residência no bairro do Curado I, em Jaboatão dos Guararapes, no dia 29 de março de 2008. Ao todo, os réus foram condenados a 501 anos de reclusão. Um sexto envolvido foi absolvido. A sessão, que teve início na manhã dessa terça-feira (12), foi finalizada por volta das 4h desta quarta-feira (13).

Condenados

Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), foram condenados: Rogério João Teixeira, a 118 anos e três meses de reclusão; Edilson Cosmo dos Santos da Silva, a 100 anos e quatro meses de reclusão; Eduardo Cosmo da Silva, a 92 anos e quatro meses de reclusão; Joseph Ferreira de Souza, a 97 anos de reclusão; e Alexandre Fidelis dos Prazeres, a 92 anos e quatro meses de reclusão. Eles recorreram da sentença em plenário. O sexto envolvido, Jasson José dos Santos, foi absolvido pelo Conselho de Sentença.

Ainda de acordo com o TJPE, a complexidade da causa, da dificuldade de encontrar testemunhas e da quantidade de acusado foram os motivos por todo o período de instrução que veio a dar o julgamento. Ao longo dos anos, ocorreram três adiamentos da sessão plenária, sendo um deles em razão de pleito do Ministério Público e outros dois pelo Ministério da Defesa.

O caso

Na época, um sobrevivente, que não foi identificado por motivos de segurança, relatou que havia oito pessoas em uma residência localizada na Travessa São Lucas, bairro do Curado I, em Jaboatão dos Guararapes. Por volta das 23h do dia 29 de março de 2008, um grupo de seis pessoas, armadas com revólveres calibre 38 e pistolas, invadiram a casa, renderam as vítimas e as executaram. Ainda segundo um dos sobreviventes, três pessoas foram executadas dentro de casa e a outra vítima tentou fugir, mas foi baleada ao tentar subir em um pé de azeitona.

No dia 1º de maio, os criminosos foram encontrados e detidos pela Polícia Civil, que constatou a participação dos acusados em assaltos e tráfico de drogas na região.

Mais Lidas