ALDEIA

''Um ótimo profissional'', diz Cremepe sobre médico encontrado morto


TV Jornal / JC Online
TV Jornal / JC Online
Publicado em 05/07/2018 às 14:35
Leitura:

-Foto: Reprodução/Facebook

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) divulgou nesta quinta-feira (5) uma nota de pesar lamentando
a morte do médico Denirson Paes da Silva, de 54 anos, que foi encontrado morto Km 12 de Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), na tarde dessa quarta-feira (4).

No texto, o órgão exalta o profissionalismo da vítima, que trabalhava no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco
(Procape). "Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica", diz a nota do Cremepe.

Confira a íntegra da nota do Cremepe:

"É com imenso pesar que o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) vem a público informar o trágico
falecimento do médico Denirson Paes da Silva, que estava desaparecido há cerca de 20 dias e hoje (04/07) o corpo foi encontrado num condomínio em Aldeia, Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. A polícia ainda não sabe o motivo deste bárbaro assassinato.

Denirson Paes da Silva era médico cardiologista (CRM 9516), formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e atuou no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape). Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica."

Entenda o caso

De acordo com informações da Polícia Civil, o corpo do médico, que também era advogado, foi retirado, com o auxílio
do Corpo de Bombeiros, de um poço com cerca de 25 metros de profundidade. Segundo o perito do Instituto de Criminalística (IC) Fernando Benevides, os restos mortais estavam em avançado estado de decomposição.

A esposa da vítima havia registrado um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do médico no dia 20 de junho deste ano.
Nos registros, a mulher, que é farmacêutica, alegava que a vítima teria viajado para fora do País e não havia retornado.

-Leopoldo Monteiro / TV Jornal

Durante as investigações, a delegada Carmem Lúcia Silva Andrade, que está à frente do caso, desconfiou da participação da esposa e de um dos filhos do casal, um jovem de 23 anos, no desaparecimento do médico. As autoridades policiais solicitaram um mandado de busca e apreensão na residência da família e levaram os dois para prestar esclarecimentos na Delegacia de Camaragibe.Mãe e filho serão autuados em flagrante por ocultação de cádaver.

A Polícia Civil de Pernambuco informou que detalhes sobre esta ocorrência devem ser oficialmente divulgados nesta quinta-feira (5).

Mais Lidas