SAÚDE

Vacinação contra Sarampo e Poliomielite no Recife e RMR

A campanha tem a meta de vacinar mais de 80 mil crianças na capital

TV Jornal

A vacina oral (gotinha) são para aqueles que já tomaram alguma dose contra Poliomielite -César Augusto/ PCR

Começa nesta segunda-feira (06) Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo a partir desta segunda-feira (06). As doses são direcionadas à crianças entre 1 e menos de 5 anos. Estarão disponíveis em mais de 170 postos do Recife, como as Unidades de Saúde da Família (USFs), Unidades Básicas de Saúde, Upinhas e policlínicas. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os pais terão até o dia 31 de agosto para vacinarem seus filhos.

O último caso de Poliomielite no Brasil ocorreu em 1989 e desde 1990 não são registrados casos da doença, caracterizada por paralisia nos membros do corpo. "[...] O objetivo é reduzir o risco de reintrodução dessas doenças. Não há circulação do vírus do sarampo na nossa região, nem o da pólio no Brasil, mas não podemos descuidar", explica o secretário municipal de Saúde, Jailson Correia. Atualmente, alguns casos de Sarampo foram confirmados no Rio Grande do Sul, Roraima e Amazonas. Em Pernambuco, não há casos confirmados da patologia.

A meta da prefeitura do Recife é vacinar 95% das mais de 85 mil crianças do Recife. Aquelas que nunca foram vacinadas contra pólio deverão receber uma dose da vacina injetável; as que já tomaram alguma dose, devem tomar a vacina oral (gotinha). Demais recomendações devem seguir o calendário Nacional de Vacinação, como orienta o Ministério da Saúde.

Jaboatão dos Guararapes 

A campanha também se estende até a Jaboatão, na Região Metropolitana do Recife. As vacinas serão disponibilizadas diariamente contra poliomielite e sarampo, mas durante este período de agosto, o serviço será reforçado, garante Alberto Lima, Secretário municipal de Saúde de Jaboatão dos Guararapes.

O secretário da pasta também reforça a importância do combate às doenças. “Há anos não se registrava no Brasil casos dessas duas doenças, facilmente evitadas por meio da vacinação. É por isso que iremos trabalhar em ritmo de mutirão para cumprir a meta estipulada e garantir a saúde e o bem-estar de nossas crianças”, diz Lima.

Para tomar as doses, tanto no Recife quanto em Jaboatão, os pais precisam levar a caderneta de imunização das crianças às unidades de saúde, para o profissional avaliar e realizar os procedimentos necessários.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.