VIOLÊNCIA

Trio é preso suspeito de triplo homicídio em Enseada dos Corais

TV Jornal / JC Online

-Foto: Divulgação / Polícia Civil

Em entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira (20), a polícia divulgou detalhes sobre o tiroteio registrado na noite da quarta-feira (20) em Enseada dos Corais, Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Falaram à imprensa o major Eli Jobson, tenente-coronel João Bosco e o tenente-coronel Câmara Júnior, da Polícia Militar, e a delegada Polyanne Farias, titular da Divisão Sul de Homicídios.

A intensa troca de tiros entre os suspeitos em um veículo Ônix preto e uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ocorreu após um triplo homicídio acontecido em um prédio em construção. Na ocasião, um suspeito morreu, outro conseguiu fugir e dois foram presos. Várias armas e munições foram apreendidas na ocasião. 

O que aconteceu

Por volta das 23h da quarta-feira (19), um grupo de cinco homens chegou ao prédio em construção. Eles arrombaram o portão externo e invadiram a edificação. Foram diretamente ao apartamento onde estavam três homens que trabalhavam na obra do imóvel. Os homens armados abriram fogo e mataram os três ocupantes do apartamento.Após a ação criminosa, o quinteto fugiu.

Policiais do Bope passavam nas proximidades e avistaram um Ônix preto com registro de roubado, seguindo em direção ao bairro Pantanal. Ao se aproximarem, foram recebidos a tiros por cinco homens que estavam no carro. Os policiais atiraram de volta e acabaram matando um dos suspeitos. Uma intensa troca de tiros se iniciou. Um dos cinco suspeitos conseguiu fugir durante a confusão. Outro deles foi baleado. Os dois restantes foram presos.

O suspeito baleado foi levado para o Hospital Dom Helder Câmara, ainda no Cabo de Santo Agostinho, e está sob custódia da polícia. Ao serem questionados, os dois presos confessaram que haviam realizado o triplo homicídio pouco antes da troca de tiros com os policiais.

Apreensões

om os homens, a polícia apreendeu três pistolas .40, duas pistolas .380, dois coletes balísticos, 57 munições calibre .40 e 33 munições calibre .380. Também estavam em poder dos suspeitos três carregadores de munições .40, dois carregadores de munições .380, quatro toucas ninja, um facão e uma faca. Dois celulares que estavam com o grupo também foram apreendidos.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia e Proteção à Pessoa (DHPP), por terem confessado a participação no triplo homicídio. Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil e as motivações serão investigadas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.