CâMARA DO RECIFE

Vereador entra com representação contra Geraldo Julio no MPPE

TV Jornal | Ana Tenório / JC Online

-Foto: Guga Matos/JC Imagem

O vereador Rinaldo Júnior (PRB) entrou com representação no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB). O documento foi protocolado na tarde dessa terça-feira (18). A acusação contra o chefe do executivo é de improbidade administrativa. O argumento do parlamentar é de que houve mau uso do dinheiro público em contratos de aluguéis de imóveis que, segundo ele, estão abandonados.

Um dos prédios citados pelo vereador na representação fica na Avenida Visconde de Suassuna e, segundo ele, estaria sem uso há três anos. Por conta disso, o vereador pede uma medida cautelar com a suspensão do contrato do imóvel.

Rinaldo, que é vice-líder da Comissão de Finanças da Casa e ex-líder da bancada de oposição, também promete entrar com um pedido de audiência com a procuradora-geral do Ministério Público de Contas (MPCO), Germana Laureano. A intenção é que Germana possa fazer uma recomendação pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com o vereador, o contrato de locação deste imóvel é de responsabilidade da Secretaria de Saúde e o aluguel é custeado com recursos do Fundo Municipal de Saúde. O contrato já está no 9º Termo Aditivo em vigência, pelo período de 01 de dezembro de 2017 a 30 de novembro de 2018, com valor mensal de R$ 18.921,10 (dezoito mil, novecentos e vinte e um reais e dez centavos). “Valor que poderia estar sendo investido na saúde pública, enquanto postos de saúde estão funcionando em contêineres”, ressalta Rinaldo

Resposta 

O vereador líder do governo na Câmara, Eriberto Rafael (PTC), se pronunciou sobre o caso, por meio de nota. 

A Prefeitura do Recife tem como prioridade a otimização do uso de recursos públicos e empreende diversas iniciativas para isso, tanto que, em um cenário nacional de crise, consegue fazer investimentos e entregas à população enquanto algumas cidades nem pagam o salário dos servidores. Os imóveis da Avenida Visconde Suassuna citados pelo colega Rinaldo Júnior tiveram efetivo uso. Entre 2013 e agosto de 2016, funcionou no endereço a Gerência Geral de Tecnologia da Informação da Secretaria de Saúde. Após esse período, os imóveis serviram de depósito de material da Secretaria de Saúde, enquanto a Prefeitura do Recife prepara projeto para requalificação antes de utilizar os imóveis para nova finalidade.

Além disso, o parlamentar reforçou que a Prefeitura ainda não foi notificada. 

Facebook

O vereador já havia feito uma publicação na última semana sobre o tema. No vídeo, ele afirma que o caso chegou ao conhecimento dele através de "denúncias".

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.