LIBERADOS DE VISTO

Governo dos EUA recomenda cuidado para americanos em visita ao Recife

Publicado em 20/03/2019 às 19:00
Leitura:

-Reprodução/TV Jornal

O Brasil liberou os cidadãos dos Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá de precisarem de visto para entrar no país. A medida é unilateral, ou seja, não vale para brasileiros que queiram entrar nesses países. Em contrapartida, funcionários do governo dos EUA são proibidos de usar transporte coletivo na Região Metropolitana do Recife (RMR) e de circular pela praia do Pina, Zona Sul da capital pernambucana, na região entre a Rua Dona Benvinda de Farias e o bairro de Brasília Teimosa. Ambos devem ser evitados por conta da criminalidade.

As recomendações para turistas e funcionários feitas pela Embaixada dos Estados Unidos em Brasília foram publicadas no site do Departamento de Estado Americano no último dia 6 de fevereiro. Já a liberação de visto para cidadãos americanos em visita ao Brasil deve vigorar a partir do dia 17 de junho.

O texto também cita como áreas proibidas para funcionários as cidades nos arredores de Brasília, no Distrito Federal, conhecidas como “cidades-satélite”, as trilhas entre o Cristo Redentor e o Corcovado, no Rio de Janeiro. As regiões de fronteira do Brasil, com exceção de Foz do Iguaçu e Pantanal, também estão proibidas de serem visitadas.

As fronteiras com a Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname e Paraguai só podem ser visitadas com autorização prévia do governo americano.

Recomendações gerais

Para demais turistas, as mesmas áreas são classificadas como não recomendadas pelo governo americano. O texto cita o avanço dos assaltos, homicídios e crime organizado no Brasil.

Em seguida, lista uma série de recomendações para turistas:

- Cuidado com arredores, especialmente de pontos turísticos e locais públicos e grande movimentação
- Não reagir a assaltos
- Cuidado ao caminhar ou dirigir à noite
- Evitar caminhar nas praias depois que escurece
- Não ostentar riquezas, como usar relógios caros ou joias
- Evitar uso de caixas eletrônicos em locais pouco iluminados. Nunca deixar ninguém olhar por cima do ombro nesse momento. - Também não deixar ninguém dar ajuda para usar os caixas. O uso também deve ser evitado nas primeiras horas da manhã, por conta da ação de criminosos. Os caixas devem ser usados dentro de locais mais seguros, como agências bancárias, aeroportos, hospitais, ou prédios do governo.
- Cautela ao usar transporte público nos grandes centros, especialmente à noite. Por conta do alto risco de assaltos, considere evitar o transporte público em qualquer hora do dia, especialmente à noite.
- Cuidado redobrado ao fazer trilha em locais mais afastados, especialmente nos arredores do Corcovado, no Rio de Janeiro. As trilhas entre o Cristo Redentor e o Corcovado costumam não ter patrulha regular da polícia.

O governo dos EUA também recomenda que os turistas entrem em programas de apoio para viajantes e se informem pelo site do setor de Segurança Diplomática do Departamento de Estado Americano.

O texto também fala para que as favelas e comunidades urbanas pobres sejam evitadas por cidadãos americanos. Funcionários do governo só podem entrar nessas áreas com autorização prévia do Departamento de Estado. Veja o documento* da Embaixada dos Estados Unidos.

*O texto está em inglês

Mais Lidas