INCLUSãO

Festival de cinema traz sessões inclusivas e discute acessibilidade

TV Jornal

-Reprodução/TV Jornal

Tem início, nos próximos dias 23 e 28 de abril, a 5ª edição do Festival VerOuvindo, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Na programação deste ano, o destaque é para a primeira sessão em Pernambuco de “Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar”, o longa mais recente do pernambucano Marcelo Gomes, que será exibido com audiodescrição, legendas descritivas e Libras no dia 27 de abril, no Cinema da Fundação/Museu.

No dia anterior, 26 de abril, às 16h, na Sessão Memória, a homenagem vai para “Cinema, Aspirinas e Urubus”, do mesmo diretor, que será exibido pela primeira vez com recursos de acessibilidade. Ambas as sessões são gratuitas e abertas ao público com e sem deficiência.

Nas novidades da 5ª edição, está a Jornada VerOuvindo, com masterclasses, oficina, palestras e apresentações orais de trabalhos sobre produção de acessibilidade no cinema e outras linguagens artísticas, ao longo de três dias; a Sessão Alumiar-Índigo, em parceria com o Cinema da Fundaj, voltada para crianças com necessidades específicas e seus familiares; e o teste do dispositivo brasileiro ProAcess de acessibilidade no cinema, que reúne em um aparelho à parte os recursos de audiodescrição, legendas descritivas e Libras para o acesso às salas de cinema.

Premiação

A edição da Mostra Competitiva de Curtas com Audiodescrição conta com mais de 20 filmes de todo o Brasil concorrendo a prêmios de até R$ 1500; a Sessão de Curtas Pernambucanos, apresentando filmes da nova safra do cinema pernambucano com acessibilidade; lançamento de “AutoFalo”, de Caio Dornelas (PE), exibição de longa de Paulo Nascimento (SP), e show acessível de Luiza Caspary (SP). As atividades ocorrem em Recife nas sedes da Fundação Joaquim Nabuco no Derby e em Casa Forte e no SinsPire (Bairro do Recife), além das cidades de Jaboatão e Vitória.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.