Visita ao Nordeste

Bolsonaro chega ao Recife com protestos marcados e homenagem cancelada


"Exigimos que tire as mãos dos nossos direitos" afirma trecho de carta aberta que deve ser entregue ao presidente

Karina Costa Albuquerque Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 24/05/2019 às 7:18
Alan Santos / PR
FOTO: Alan Santos / PR
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) vem ao Recife nesta sexta-feira (24). Sua chegada será marcada por protestos de estudantes, técnicos e professores das universidades federais do Estado. A pauta dos manifestantes são os cortes anunciados pelo Ministério da Educação (MEC) e a proposta da reforma da Previdência defendida pelo Governo Federal, e os estudantes pretendem entregar uma carta aberta ao presidente.

De acordo com os organizadores, dentre eles a União Nacional dos Estudantes (UNE), em Pernambuco, a expectativa é de que 300 pessoas participem do ato, que terá concentração às 9h, na Editora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). No evento criado no Facebook, #NoNordesteNão, há mais de 1,7 mil pessoas confirmadas.

"Exigimos que você recue imediatamente e totalmente nos cortes do orçamento da Educação, na sua proposta cruel de reforma da previdência. Somos jovens, idosos, mulheres, negros, LGBTs, estudantes, professores e moradores da periferia. Exigimos que tire as mãos dos nossos direitos", afirma um trecho da carta.

"A carta foi construída tanto pela universidade quanto pela comunidade mais próxima. Estamos falando sobre o quanto as instituições acham isso um retrocesso. Convivemos no dia a dia com a comunidade e sabemos o que a reforma será ruim para eles e para nós no futuro", explica a presidente do Diretório de Pedagogia da UFPE, Débora Silva. O grupo espera que os governadores que estarão presentes durante a apresentação do Plano Regional do Desenvolvimento do Nordeste no Instituto Ricardo Brennand, às 10h, possam apoiar a movimentação. "Eles já vêm se posicionando contra essas pautas do governo, esperamos ser bem recebidos por eles", declarou Ranielle Vital, vice-presidente da UNE. Os estudantes devem ficar do lado de fora do instituto, devido ao acesso controlado.

Há também um clima de desconfiança entre Bolsonaro e os governadores do Nordeste, onde 8 dos 9 são de partidos da oposição. O presidente tem a sua pior avaliação entre os nordestinos. Segundo pesquisa Datafolha divulgada em abril, 39% da população da região considera o seu governo ruim ou péssimo, ante 30% da média nacional. Bolsonaro também foi derrotado nos nove estados do Nordeste, na eleição do ano passado, ficando atrás do então candidato Fernando Haddad (PT).

Homenagem cancelada

Em Petrolina, vereadores retiraram da pauta na manhã desta quinta-feira (23) um projeto que concederia o título de cidadão petrolinense a Bolsonaro, após um grupo de manifestantes ocupar o plenário. Eles carregavam cartazes com a expressão "petrolinense não". Além disso, nesta sexta-feira (24), garimpeiros das cidades de Salgueiro e Serrita devem protestar pela liberação de novas áreas de garimpo na região.

O anúncio da viagem a Pernambuco também gerou reações nas redes sociais. Na última segunda-feira (20), a tag "Nordeste cancela Bolsonaro" chegou ao primeiro lugar mundial nos assuntos mais comentados no Twitter. Horas depois, os apoiadores responderam com a tag "Nordeste com Bolsonaro".

Mais Lidas