CONDENAçãO

30 de prisão: acusado de matar fisioterapeuta Mirella Sena é condenado

Confira o que disseram os parentes da fisioterapeuta e também os advogados de defesa e acusação

30 de prisão: acusado de matar fisioterapeuta Mirella Sena é condenado

Edvan está preso desde o dia 6 de abril de 2017 - Foto: Bruno Campos/ TV Jornal

Edvan Luiz, acusado de assassinar a fisioterapeuta Mirella Sena, foi condenado para ficar 30 anos preso. Serão 24 anos por homicídio e seis anos por esturro. O julgamento aconteceu no Fórum Thomaz de Aquino e terminou antes da previsão, que era para às 02h da manhã, mas por volta das 19h40 o Juiz leu a sentença que condenou o comerciante diante de Júri Popular.

Confira

Sem réplica

Durante o intervalo do julgamento, no início da tarde, o advogado de defesa Gilberto Marques, concedeu entrevista ao vivo ao programa 'Por Dentro com Cardinot', e falou sobre a estratégia utilizada para defender Edvan. Diante de tantas provas, a defesa acabou optando por não fazer a réplica das acusações.

Caso

A fisioterapeuta Tássia Mirella Sena de Araújo, de 29 anos, foi abusada sexualmente e cruelmente assassinada a golpes de faca, no apartamento onde morava, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, no dia 5 de abril de 2017. As investigações da Polícia Civil é que Edivan invadiu o apartamento de Mirella, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, e cometido os crimes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.