DENGUE

Menina morre com suspeita de dengue hemorrágica em Cupira

A morte foi confirmada por meio de uma nota da Prefeitura

Menina morre com suspeita de dengue hemorrágica em Cupira

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde menina morre suspeita de Dengue. - Foto: Divulgação/Agência Brasil

Por meio de uma nota, a Prefeitura Municipal de Cupira, município do Agreste de Pernambuco, confirmou que uma menina de 6 anos morreu com suspeita de dengue hemorrágica, na última sexta-feira (23). Segundo as informações repassadas, a criança deu entrada no Hospital Municipal José Veríssimo de Souza, em Cupira, desde o dia 20 de agosto deste ano.

De acordo com a divulgação, a menina apresentou sintomas de dengue hemorrágica, recebeu os primeiros atendimentos e procedimentos pela equipe médica de plantão e depois foi transferida para o Hospital da Restauração, no Recife. Logo em seguida, ela ficou internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu e faleceu no dia 23 de agosto.

Segundo a Prefeitura de Cupira, a gestão realiza constantemente ações de combate às endemias na cidade, com campanhas educativas em escolas, igrejas, órgãos públicos e ações em praças públicas. Além disso, afirma também que os imóveis do município recebem vistorias dos agentes municipais de saúde.

 

Solidariedade

Na nota, o poder público municipal se solidariza com os familiares e amigos pela perda de menina.

Casos de Dengue

Segundo os dados com os números da Secretaria Estadual de Saúde (SES), de 30 de dezembro de 2018 a 17 de agosto de 2019, foram notificados 43.992 casos de dengue em Pernambuco. Destes, 11.799 foram confirmados e 13.507 descartados. No mesmo período do ano passado, foram 17.762 casos suspeitos (um aumento de 147,7%).

Nota da Secretaria de Saúde

A Secretaria Estadual de Saúde está investigando o que teria causado a morte, para ter certeza se ela realmente foi dengue hemorrágica. Este ano, Pernambuco confirmou uma morte por arbovirose. Outras trinta e nove estão em investigação.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.