GRAçA ARAúJO

Após um ano da morte de Graça Araújo, amigos relembram momentos especiais

A homenagem reuniu amigos e admiradores próximos, como: Almir Rouche, Geraldo Freire e Pedro Henrique

Após um ano da morte de Graça Araújo, amigos relembram momentos especiais

Há exato um ano, a apresentadora da Rádio e TV Jornal Graça Araújo morreu aos 62 anos, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Graça, que apresentou o Programa Rádio Livre e TV Jornal Meio-Dia, deixou seu legado como forma de inspiração para novas gerações de comunicadores. Com o intuito de homenagear a sua vida e carreira, alguns amigos próximos relembraram momentos especiais vividos ao seu lado.

Carnaval 2019 sem Graça Araújo

“ Ela tinha uma colocação perfeita, o jornalismo pernambucano perdeu uma das maiores. O legado dela vai ficar. […] no último carnaval, a gente chegou na apoteose, olhou e não vimos a Graça, aí doeu, doeu muito, a ficha caiu. A gente cantava várias músicas que ela gostava, e tem uma coisa na Graça que é massa, todos os veículos de comunicação gostavam da Graça Araújo, ela se dava bem com todo mundo, ela transitava bem, ela era respeitada”, afirma o cantor Almir Rouche.

Amigos de longa data

O radialista Geraldo Freire, durante os mais de 20 anos de amizade que tinha com Graça, relembra com pesar a forma que a amiga partiu.

“Três meses antes da partida dela, ela chegou e me disse: Geraldo, tudo resolvido! estou com previdência privada, um patrimônio razoável-construído, como você sabe, com muito trabalho. A partir de agora, não vou mais viver para trabalhar. Minha vida vai ser vivida com toda tranquilidade do mundo, conquistei condições para que seja assim. E isso foi oque mais me doeu no processo da morte dela”, afirma o radialista.

De personal trainer a amigo

O treinador pessoal de Graça Araújo, Pedro Henrique, também se emocionou ao lembrar da rotina diária que tinha com a jornalista.

“Foi bem doloroso isso, não era apenas na hora do treino, eu falava com Graça durante todo o dia, criamos uma relação. […] uma mulher que foi pobre, e chegar pelo próprio esforço a ter suas coisas, é incrível, graça era uma mulher incrível”, desabafa ele.

Lançamento de livro em homenagem à Graça Araújo

Durante a 5ª edição do troféu Jailton Arruda, o livro Graça Araújo: Negritude, Resiliência e Comunicação, foi lançado. O projeto foi realizado pela Editora Coleção Sophia, e tem por autoria Jorge Arruda e Jailton Arruda. A premiação foi realizada no bairro do Arruda, e teve por tema este ano: “É Uma Graça na Comunicação”, homenageando a memória da jornalista Graça Araújo, que completa um ano de morte neste domingo (08). O intuito do evento é homenagear profissionais de comunicação, artistas e gestores de esferas públicas e privadas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.