Tristeza

Adolescente de 17 anos morta a tiros no Agreste é enterrada


A jovem foi atingida por vários disparos na frente da casa onde morava

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 25/09/2019 às 8:44
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Foi enterrado no final da tarde dessa terça-feira (24) o corpo da adolescente Dartanielly Emanuela, de 17 anos, morta a tiros em Camocim de São Félix, no Agreste de Pernambuco. A tristeza e a comoção tomou conta da multidão que acompanhou o cortejo pelas ruas até o sepultamento no cemitério Parque das Flores. O clima de revolta também foi demonstrado por algumas pessoas que participaram da despedida da jovem. A polícia ainda não chegou a nenhum suspeito de cometer o crime.

O caso

Dartanielly Emanuela estava com amigas na frente da casa onde morava quando um veículo parou e um suspeito disparou contra ela. A adolescente foi atingida por vários tiros e chegou a ser socorrida pelos familiares para a Unidade Mista Nossa Senhora do Bom Parto, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A prima da vítima, Sandra Dias, contou em entrevista para a TV Jornal Interior, que Dartanielly era uma pessoa calma e ficava bastante em casa. "Ela era uma menina calma e caseira. Ela era uma pessoa boa. A cidade toda está chocada".

Para a delegada de Camocim de São Félix, Juliana Melo, o crime pode ter sido cometido por alguém que estava interessado na jovem. "Pode ser um crime cometido por pessoas próximas, como um namorado ou ex-namorado, quanto por pessoas estranhas a ela. Pode ter sido alguém que se interessou por ela e, como ela não quis, resolveu acabar com a vida da jovem. Essa pode ser uma linha de investigação, porque ela era jovem e muito bonita", explica.

Veja a entrevista com a delegada

Feminicídio

De acordo com uma pesquisa feita pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil contabilizou um aumento no número de homicídios contra mulheres em razão de gênero, em 2018. 1.206 mulheres foram vítimas de feminicídio.

Casos de Violência contra mulheres - Junho e Julho

Violência contra mulheres

Mais Lidas