OPORTUNIDADE

Rede de atacarejo em Carpina oferece vagas de emprego

A previsão ainda é de abrir um total de 20 lojas em Pernambuco

Rede de atacarejo em Carpina oferece vagas de emprego

A fim de aquecer o consumo local, os empreendedores da loja também lançarão um cartão de crédito de bandeira própria. - Foto: Reprodução/TV Jornal

Nesta quinta-feira (26), o município de Carpina, na Mata Norte de Pernambuco, recebeu uma loja de atacarejo que tem como objetivo gerar 300 empregos para a população. É a primeira das 20 lojas previstas para o Estado nos próximos quatro anos, em um investimento total de R$ 500 milhões. A cidade fica a 54 km de distancia do Recife.

Currículo

A seleção para trabalhadores das próximas unidades envolve vagas para funções como estoquista, operador de caixa, operador de empilhadeira, repositor de estoque, açougueiro, gerente e subgerente de loja e será realizada pelo RH da empresa, via site, a partir do mês de outubro. Os currículos podem ser enviados para o email curriculo@novoatacadao.com.br.

Lojas

Cerca de 200 comerciantes locais também foram prospectados para atuarem como fornecedores da nova rede de atacarejo. O mix das lojas contará inicialmente com oito mil itens, entre alimentos perecíveis, não perecíveis, artigos de higiene, limpeza, automotivo, bomboniere e bebidas, dentre outros produtos. Cada uma das lojas ocupará 12 mil metros quadrados de área construída e terá 500 vagas de estacionamento. A fim de aquecer o consumo local, os empreendedores também lançarão um cartão de crédito de bandeira própria.

“A de Vitória de Santo Antão deve ser inaugurada em dezembro. A de Arcoverde, em fevereiro do ano que vem. E a loja de Santa Cruz do Capibaribe está prevista para abril também de 2020. A atração desse grupo de investidores de Minas Gerais é resultado do trabalho de captação realizado pela equipe de atração de investimentos da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico e da AD Diper”, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

Empregos

Nesta primeira etapa, deverão ser geradas 1,5 mil empregos e até 3 mil indiretos nas quatro unidades. O investimento está avaliado em R$ 120 milhões. Cada uma das lojas custará cerca de R$ 30 milhões.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.