INTERIOR

Tia de preso por degolar sobrinha diz que ele toma remédio controlado

O homem foi preso nessa quinta-feira, suspeito de degolar a sobrinha de apenas 8 meses de idade

Tia de preso por degolar sobrinha diz que ele toma remédio controlado

Caso ocorreu em Altinho, no Agreste de Pernambuco - Foto: Reprodução/TV Jornal Interior

A irmã do suspeito de degolar uma criança de oito meses afirmou que ele tomava remédios controlados e fazia três dias que ele não tomava o medicamento. O homem é suspeito matar a menina após mantê-la em cárcere privado nessa quinta-feira (26) no sítio Taquara, em Altinho, no agreste pernambucano.

Em entrevista à TV Jornal, a irmã dele contou que o suspeito tomava há cinco anos remédios controlados e nunca teve surtos. "Ele nunca teve surtos. Às vezes falta o medicamento dele, quando não tem no posto. São tem de três a quatro tipos e não temos dinheiro. Já faz três dias que ele não estava tomando o medicamento, então ele surtou. Eu estava em Caruaru quando minha mãe me mandou mensagem pedindo para eu ir para lá. Quando cheguei lá, já me deparei com a situação", afirma ela.

Leia também:

>> Bebê de 8 meses que morreu degolada é enterrada nesta sexta-feira

>> Delegado fala da prisão do homem suspeito de matar sobrinha degolada 

>> Equipes se emocionam com morte de bebê degolada em Altinho

Veja o vídeo da entrevista:

 

Relembre o caso

Segundo informações da Polícia Militar, o homem teria chegado alterado na madrugada dessa quinta em casa, se trancou com a bebê dentro do banheiro e não queria abrir a porta. Na manhã da quinta, a família acionou a Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e Samu foram chamados para fazer a liberação da menina, mas, quando a polícia entrou na casa, ela já estava morta.

O enterro da criança foi marcado para acontecer por volta das 14h desta sexta-feira (27), no Cemitério de Taquara, em Altinho.

*Com informações da TV Jornal Interior e do NE10 Interior

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.