DESASTRE AMBIENTAL

Confira vídeos e fotos das manchas de óleo nas praias de Pernambuco

O município de São José da Coroa Grande, no Litoral Sul, decretou estado de emergência

Confira vídeos e fotos das manchas de óleo nas praias de Pernambuco

O prefeito de São José da Coroa Grande afirmou ser ''o maior desastre ambiental do Brasil'' - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem

O reaparecimento de manchas de óleo em São José da Coroa Grande, no Litoral Sul de Pernambuco, uniu a população do município e às autoridades para ajudar na remoção do material. Desde o sobrevoo feito por um helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS), na quinta-feira (17), órgãos do governo e voluntários trabalham na limpeza do mar com boias e buchas. Confira fotos e vídeos da situação no litoral pernambucano. 

A recomendação da Marinha é que os moradores não entrem em contato com o material sem usar luvas e botas, porque a substância é considerada tóxica. Imagens e vídeos mostram como o local foi afetado pelas manchas de óleo.

 

 >>>Comitê interestadual busca estratégias para bloquear ''invasão'' de manchas de óleo<<<

>>>Consumidor pode remarcar viagem a praias atingidas por mancha de óleo<<<

 

Estado de emergência

A poluição no mar fez com que a prefeitura de São José da Coroa Grande, em menos de 24 horas, decretasse estado de emergência na região. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (18) e começou a vigorar automaticamente. 

''Nos reunimos com o CPRH, Ibama, Capitania dos Portos, Fuzileiros Navais, Defesa Civil e pescadores para conter esses avanços no nosso município. Foram 286 pessoas, sem contar os voluntários. Chegaram três manchas de óleo e nós conseguimos retirar. A gente colocou alguns barris e buchas para conter as manchas. É o maior desastre ambiental do Brasil'', afirmou o prefeito de São José da Coroa Grande, Jasiel Gonçalves Lajes.

 

Praias afetadas em Pernambuco

Desde que as primeiras manchas foram identificadas no litoral do Nordeste, 15 praias de Pernambuco receberam vestígios esparsos do material, mas atualmente não há registro de óleo nestas praias, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

•Boa Viagem - Recife - oleada/vestígios esparsos

•Praia Del Chifre - Olinda - oleada/vestígios esparsos

•Candeias - Jaboatão dos Guararapes - oleada/vestígios esparsos

•Piedade - Jaboatão dos Guararapes - oleada/vestígios esparsos

•Praias de Gamboa - Ipojuca - oleada/vestígios esparsos

•Praia de Nossa Senhora do Ó - Ipojuca - oleada/vestígios esparsos

•Porto de Galinhas - Ipojuca - oleada/vestígios esparsos

•Pau Amarelo - Paulista - oleada/vestígios esparsos

•Conceição - Paulista - oleada/vestígios esparsos

•Carneiros - Tamandaré - oleada/vestígios esparsos*

•Tamandaré - Tamandaré - oleada/vestígios esparsos

•Ilha Cocaia - Cabo de Santo Agostinho - oleada/vestígios esparsos

•Praia do Paiva - Cabo de Santo Agostinho - oleada/vestígios esparsos

•Praia do Forte Orange - Ilha de Itamaracá - oleada/vestígios esparsos

•Catuama - Goiana - oleada/vestígios esparsos

•Ponta de Pedras - Goiana - oleada/vestígios esparsos

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.