Consciência Negra

Pernambuco tem terceira maior taxa de homicídios de negros no Brasil


A maioria dos assassinatos ocorrem em lugares com baixos índices de indicadores sociais

ISABEL CRISTINA ARAUJO DO NASCIMENTO
ISABEL CRISTINA ARAUJO DO NASCIMENTO
Publicado em 20/11/2019 às 15:30
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Na última divulgação trimestral da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (NADC),negros e pardos equivalem a cerca 56% da população brasileira. Em Pernambuco, eles são cerca de 68%. Quando o assunto é violência a taxa de homicídios contra negros é alta: 73,18 por 100 mil habitantes, sendo a terceira maior do Brasil, atrás somente do Rio Grande do Norte e Ceará. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada IPEA, em 2017, 4.720 negros forma assassinados, enquanto outras raças foram 630. Ou seja, o número de negros assassinados é 7,5 vezes maior no Estado e no Brasil 3,2 vezes.

Violência

O Atlas da Violência de 2019 mostra que negros e moradores de comunidades são maioria entre os assassinados. Em Pernambuco, foi registrado, no ano de 2018, um número de 4.170 homicídios. 56% dos casos segue sem solução e a maioria dos assassinatos ocorrem em lugares com baixos índices de indicadores sociais, como nas periferias.

A mãe Joelma de Andrade sofre com a morte do filho. Morador de periferia e negro, Mário foi assassinado com três tiros por um policial militar enquanto andava de bicicleta no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife. "Meu filho não teve direito à vida", lamenta Joelma. São casos como esse que reforçam a diferença nos números de estatísticas envolvendo a cor da pele.

Rendimento

De acordo com a última PNADC- Trimestral, no Brasil, o rendimento médio habitualmente recebido por todos os trabalhos para os negros e pardos é de cerca de 56% do que recebe um Branco. Um branco recebe em média 3.017 reais, já um negro recebe 1.660 e os pardos 1.660. A diferença chega a cerca de 1.350 reais.

Em Pernambuco, os negros e pardos recebem em média 61% do que recebe um branco. Um branco médio recebe cerca de 2278 reais, já os pretos recebem 1373 e os pardos 1432 reais. A diferença se aproxima de 900 reais.

Dia da Consciência Negra

O dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra. A data serve para marcar a história de luta e resistência contra o racismo e preconceito e é um dos assuntos mais comentados pelo nas redes sociais.

 
 
 

Mais Lidas