LEMBRANçA

Além do velório de Gugu, 28 de novembro marca a morte de Roberto Bolaños

Os dois artistas marcaram várias gerações

Além do velório de Gugu, 28 de novembro marca a morte de Roberto Bolaños

Os trabalhos de Gugu Liberato (E) e Roberto Bolaños (D) marcaram várias gerações - Foto: Reprodução

O dia 28 de novembro está marcado na vida das pessoas pela lembrança de duas perdas importantes para o entretenimento na televisão. Além do velório do apresentador Gugu Liberato, a data recorre ao falecimento do humorista Roberto Bolaños, criador dos personagens Chaves e Chapolin, que faleceu aos 85 anos em 2014. Os artistas devem continuar no imaginário de várias gerações.

A causa da morte de Bolaños foi uma parada cardíaca, enquanto Gugu teve morte cerebral após cair do telhado. Ambos artistas morreram na casa onde moravam, respectivamente, em Cancún, no México, e Orlando, nos Estados Unidos.

Trajetória de Roberto Bolaños

Roberto Bolaños tinha o apelido de "Chespirito", no qual é diminutivo em espanhol do dramaturgo William Shakespeare. O humorista, escritor, ator, produtor de cinema, televisão e teatro nasceu na Cidade do México em 21 de fevereiro de 1929. Estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão. Ele também praticou boxe e era gostava de futebol.

Começou sua carreira profissional na publicidade, mas ganhou notoriedade na televisão. Na década de 1970, as séries "Chapolin" e "Chaves" eram transmitidos em quase todos os países da América Latina e fizeram de Bolaños um gigante do humor. Na televisão aberta do Brasil, os sucessos de Bolaños são exibidos pelo SBT desde agosto de 1984.

Ele era casado com Florinda Meza, intérprete de Dona Florinda. No dia 20 de novembro, a atriz publicou uma foto rara dos dois em comemoração ao aniversário de 15 anos de casamento.

 

 Gugu no SBT

Ao todo, foram 35 anos de Gugu Liberato na emissora paulista, onde apresentou os programas Passa ou Repassa, Cidade Contra Cidade, Roletrando, TV Animal e Sabadão Sertanejo.

Entretanto, os mais lembrados pelo público são as apresentações do Viva a Noite e do Domingo Legal, onde ficou por 16 anos, lançando quadros que marcaram a TV como Táxi do Gugu, Sentindo na Pele, Essa Nota Vale uma Nota, Duetos, Banheira do Gugu, Helicóptero do Gugu.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.