GOLPE

Família compra viagem para Disney e cai em golpe; saiba como evitar

Ao todo, seriam 9 integrantes que pagaram cerca de R$ 52.550 para viajar à Disney

Família compra viagem para Disney e cai em golpe; saiba como evitar

Família procurou a Delegacia de Estelionato para denunciar o golpe - Foto: Reprodução/TV Jornal

Com informações do JC Online

Uma família que teria pago uma viagem no valor de R$ 52.550  para ir aos parques da Disney, em Orlando (EUA) descobriu que foi vítima de um golpe por parte da agência de turismo contratada. O problema virou caso de polícia nesta quarta-feira (11), no recife. Ao todo seriam nove integrantes na família, sendo cinco adultos, três crianças e um bebê. 

O caso foi registrado nesta quarta na Delegacia de Estelionato. De acordo com as vítimas, o agente de viagem enviou no dia 27 de novembro os vouchers de hospedagem, passeios e passagens aéreas. A previsão inicial era de que o embarque tivesse acontecido no dia 7 de dezembro, no entanto, haveria sido remarcada para o dia 9 do mesmo mês. Apesar da remarcação, a data que constava nos vouchers era do dia 11 de dezembro. O retorno da família estava previsto para o dia 24 deste mês.

A confusão nas datas alertou a família que buscou informações junto à companhia aérea e descobriu que as passagens apresentadas, na verdade, tratavam-se apenas de reservas e que os tíquetes não eram válidos. Já no quesito hospedagem, a família descobriu que as reservas estavam feitas em nome de outras pessoas.

As vítimas acionaram o Ministério Público de Pernambuco, Polícia Civil e Procon-PE. O dono da agência foi ouvido na tarde desta quarta-feira (11), na Delegacia de Estelionato. O Procon já notificou o proprietário da agência para que ele devolva o valor pago pelas vítimas. Ele também terá o prazo de cinco dias para apresentar a documentação que permite atuar no ramo de viagens e turismo.

Procon-PE alerta devolução do dinheiro

De acordo com a gerente de Fiscalização do Procon do Estado, Danielle Sena, a sede da empresa sequer existia oficialmente. "O CNPJ da agência está registrado em um endereço em Boa Viagem, onde hoje funciona um empresa de conserto de roupas. Já no timbre da empresa, consta um endereço de Olinda, que seria a casa do proprietário. Ele recebe as pessoas neste endereço de Olinda ou faz atendimento domiciliar", afirmou Danielle.

A viagem, segundo as vítimas, seria um presente para o filho, uma criança de 12 anos, que havia sido aprovado em diversas escolas de referência no Estado, como Colégio Militar e Aplicação. "As crianças estão muito decepcionadas, tristes por não terem esse sonho realizado. Queremos que outras pessoas não sejam lesadas por essa empresa", informou Isabela Bispo, uma das vítimas do golpe.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.