Frota

Após circulação de ônibus com ar-condicionado, passagem deve ficar mais cara no Grande Recife

O reajuste será discutido em janeiro de 2020

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 13/12/2019 às 13:41
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Apesar do conforto nas viagens dos passageiros, os ônibus do Grande Recife com parte da frota rodando com ar-condicionado em 2020, não será de graça. A nova tarifa da passagem irá pesar no bolso da população, antes mesmo de os novos ônibus climatizados começarem a rodar nas ruas.

>>>Confira as linhas de ônibus do Recife que vão ter ar-condicionado

Reajuste

O novo reajuste que deverá ser discutido em janeiro, mês escolhido desde a primeira gestão do PSB no Estado para anunciar a majoração das passagens, irá representar um acréscimo de cinco centavos na tarifa.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco, Marcelo Bruto, a estratégia do governo para convencer o setor empresarial a fazer o investimento nos novos veículos foi antecipar o recurso. Por outro lado, a nova legislação prevê gatilhos punitivos para o caso de as empresas não cumprirem o cronograma de renovação da frota como previsto.

A empresa que não renovar e refrigerar a frota determinada, no prazo estipulado, perderá o subsídio concedido no diesel, atualmente no valor de R$ 2 milhões por mês, responderá a um processo administrativo e, no reajuste do ano seguinte, o não investimento será descontado”, garantiu o secretário. Os R$ 0,05 que a climatização representará de acréscimo na tarifa serão somados a outros insumos do sistema, que serão calculados no reequilíbrio tarifário.

Frota com ar-condicionado

Ao todo, são 495 ônibus terão que ser renovados em 2020. Desses, 346 terão que ser novos e refrigerados, segundo proposta que será apresentado pelo Governo de Pernambuco na próxima reunião do CSTM (Conselho Superior de Transporte Metropolitano), que dará a palavra final sobre o percentual de renovação.

Mais Lidas