TWITTER

Saiba por que 3º Guerra Mundial e Bolsonaro estão nos trending topics

Assuntos #BolsonaroFicaCalado e #TerceiraGuerraMundial são tendências nacionais no Twitter

Saiba por que 3º Guerra Mundial e Bolsonaro estão nos trending topics

Após ataque ao Irã e promessa de vingança aos EUA, internet pede que Bolsonaro não se pronuncie - Foto: AFP

Com informações do JC Online

Após o bombardeio dos Estados Unidos contra o Irã, que matou o general Qasem Soleimani e um comandante pró-Irã, nessa quinta-feira (2), a hashtag #TerceiraGuerraMundial é um dos assuntos mais comentados pelos internautas, no Twitter.

Junto com ela, veio #BolsonaroFicaCalado, nesta sexta-feira (3), hashtag utilizada por internautas que pedem que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não se pronuncie acerca do bombardeio. O brasileiro, que não perde tempo, divulga memes sobre o assunto, desde a madrugada.

>>>Bolsonaro consulta chefe do Gabinete de Segurança para ''emitir juízo de valor'' sobre morte de líder do Irã

>> Jair Bolsonaro gasta R$ 8 milhões em viagens em 2019, diz jornal

>> "Não tenho obsessão para formar partido", diz Jair Bolsonaro

>> "Você tem uma cara de homossexual terrível'', diz Jair Bolsonaro a jornalista

Confira

>> Presidente Jair Bolsonaro fixa salário mínimo em R$ 1.039 para 2020

>> Projeto que obriga SUS a disponibilizar sangue e remédios é vetado por Bolsonaro

Entenda o caso

O enviado do Irã para assuntos iraquianos, o poderoso general Qasem Soleimani, e um comandante pró-Irã morreram, nessa quinta-feira (3), em um bombardeio americano em Bagdá, o que provocou pedidos de vingança da República Islâmica e aumentou os temores de um conflito aberto entre Washington e Teerã.

O general Soleimani era responsável pelas questões iraquianas no exército ideológico do Irã, enquanto Abu Mehdi al Muhandis, que tinha dupla cidadania iraquiana e iraniana, era o número dois das Forças de Mobilização Popular, ou Hashd al Shaabi, uma coalizão de paramilitares majoritariamente pró-Teerã integrados ao Estado iraquiano.

Pouco depois de suas mortes, o Pentágono anunciou que o presidente americano, Donald Trump, deu a ordem para "matar" Soleimani. Logo após, Trump publicou uma ilustração com a bandeira dos Estados Unidos em suas redes sociais.

"Não há nenhuma dúvida de que a grande nação do Irã e outras nações livres da região se vingarão por este crime horrível dos criminosos Estados Unidos", afirmou o presidente iraniano, Hassan Rohani.

Para o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohamad Javad Zarif, esta é uma "escalada extremamente perigosa e imprudente". A diplomacia iraniana convocou o embaixador da Suíça, que representa os interesses dos Estados Unidos em Teerã.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.