COVID-19

Coronavírus: Recife, Olinda, Camaragibe e Jaboatão tem isolamento superior a 60%

As cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) passaram a contar com medidas mais restritivas de isolamento social, com o objetivo de barrar o avanço do coronavírus

Publicado em 19/05/2020 às 9:15
Bruno Campos/ JC Imagem
FOTO: Bruno Campos/ JC Imagem
Leitura:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) divulgou, nessa segunda-feira (18), uma nova edição do Ranking de Isolamento Social do Estado de Pernambuco. Com o início das medidas mais restritivas de isolamento social, as cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) lideram o painel. O Recife ficou em primeiro lugar entre as 184 cidades pernambucanas com 66,1%; seguido por Olinda com 65,3%; em terceiro lugar vem empatado Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes, com 63%; e Paulista em quarto lugar com 62% de isolamento. O ranking é uma ferramenta pública, disponível no site do MPPE, no endereço: https://bit.ly/Ranking- IsolamentoSocial.

“Os resultados da manhã dessa segunda mostram que a sociedade começou a compreender a necessidade de manter o isolamento. Mas é preciso mais. Os especialistas sanitários mostram a necessidade de que seja realizado um isolamento mais restritivo para que seja possível conter e barrar o processo de contágio do novo coronavírus. Os membros do MPPE estão atuando na reforçar as ações de isolamento, reforçando recomendações. Mas é preciso lembrar que o cidadão precisa ter essa consciência. Mude sua atitude, pense em sua família e pense no outro. Caso contrário teremos uma tragédia sem precedentes”, afirmou o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros.

Média de isolamento em Pernambuco

O índice de isolamento do Estado, quando junta-se todas as cidades, é de 58,9%, com uma média de 49,04% da população em casa. Quando comparamos este final de semana, os dias 16 e 17, com o anterior, nos dias 9 e 10, houve um incremento de mais de 10% na quantidade de pessoas em casa. Já se compararmos os demais estados brasileiros, Pernambuco fica atrás somente do Amapá, com uma diferença de apenas 1,1%.

No que diz respeito às macrorregiões, a RMR tem o maios alto índice com 57,8%, seguida da Zona da Mata, com 51,1%; o Agreste com 47,8% e o Sertão com 46,% das pessoas em casa. Destaca-se, contudo, a região do São Francisco, com 48% de isolamento social. Os dados para a extração das informações são realizados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos. As informações apresentadas sempre demonstração a situação do isolamento do dia anterior, conforme o campo “Data de Referência” no canto superior da página.Os dados são levantados com a tecnologia de geolocalização desenvolvida pela In Loco.

As cidades com o pior índice são Cedro, com 34%, Calumbi, com 39% e Tuparetama, com 39,1%. “Fazemos uma extração diária da base de dados que foi criada para podermos elaborar o Ranking. Os dados são levantados com a tecnologia de geolocalização. As métricas são disponibilizadas para acompanhar o grau de isolamento social em regiões geográficas a partir do fluxo de mobilidade desses locais. A disponibilização dessas informações também garantem uma maior transparência para os cidadãos, informando as regiões com o maior ou menor fluxo de pessoas”, disse o gerente de estatística da Assessoria de Planejamento e Estratégia Organizacional (Ampeo) do MPPE, Carlos Gadelha.

Mais Lidas