CORONAVÍRUS

Dados da Moderna sobre vacina contra coronavírus são insuficientes, dizem especialistas

Segundo a empresa, vacina contra o coronavírus teria produzido anticorpos em voluntários

Dados da Moderna sobre vacina contra coronavírus são insuficientes, dizem especialistas

Pesquisadores estão desenvolvendo vacina contra o coronavírus - Foto: Reprodução/SBT

Agência Brasil

Testes em pequena escala e em estágio inicial para uma vacina experimental para a covid-19, produzida pela empresa norte-americana de biotecnologia Moderna, não garantiram dados críticos necessários para que sua eficácia seja avaliada, informou nessa terça-feira (19) o site Stat News, focado em Saúde, citando especialistas.

A reportagem derrubou as ações da empresa, baseada em Cambridge, no estado de Massachusetts, e apagou ganhos modestos no índice S&P 500.

A Moderna disse, na véspera, que a vacina experimental, a primeira que será testada nos Estados Unidos, produziu anticorpos protetores em pequeno grupo de voluntários saudáveis.

A notícia, embora baseada em dados iniciais de apenas oito pessoas e sem a intenção de avaliar a eficácia do produto, elevou as ações da Moderna em 20% na segunda-feira (18).

A Moderna anunciou posteriormente uma venda de ações que poderia levantar mais de US$ 1,5 bilhão.

O Stat News citou especialistas da área de saúde, que disseram que a Moderna não ofereceu dados suficientes em seu comunicado à imprensa para que o produto seja avaliado.

As questão citadas pelo Stat News incluíram:

- falta de dados sobre respostas ao medicamentos de outros participantes no estudo com 45 indivíduos.

- falta de informações sobre a idade dos oito indivíduos cujos anticorpos foram analisados, ponto importante pelo fato de que o vírus é especialmente letal para pessoas mais velhas.

- falta de comentários sobre o parceiro da Moderna e do governo dos EUA no desenvolvimento da vacina, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas.

- os dados são baseados em respostas iniciais à vacina, deixando em dúvida quanto tempo a imunidade produzida pela vacina pode durar.

A Moderna não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters por comentários.

As ações da empresa fecharam em queda de 10,4%.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.