PóS-PANDEMIA

Shoppings do Grande Recife reabrem ao público na próxima segunda-feira (22)

O atendimento será em horário reduzido, das 12h às 20h, e devem seguir os protocolos de segurança

Shoppings do Grande Recife reabrem ao público na próxima segunda-feira (22)

Os shoppings estavam funcionam apenas em Drive-Thru - Foto: Reprodução/TV Jornal

O Governo de Pernambuco divulgou que, a partir do dia 22 de junho, os shoppings centers poderão abrir, de forma controlada ao público, e em horário reduzido, das 12h às 20h. Ainda segundo o governo, a medida é válida para 100 municípios pernambucanos e seguem o Plano de Monitoramento e Convivência das Atividades Econômicas. Além disso, lojas com área acima de 200 m² também voltarão a operar, além da construção civil com 100% do efetivo.

Os 85 municípios do Agreste e da Zona da Mata (Norte e Sul) que apresentaram aumento na demanda por leitos de terapia intensiva, no entanto, continuarão sob monitoramento e não estão autorizados a ampliar as regras de flexibilização das atividades econômicas por enquanto. Estas cidades permanecem enquadradas na segunda etapa (conferir o detalhamento ao final do texto).

Critérios para reabertura

De acordo com o Governo de Pernambuco, todos os setores estarão sujeitos a novos protocolos de segurança, que são baseados em distanciamento social, regras de higiene e monitoramento e comunicação. 

O estudo que determina as etapas de convívio e reabertura das atividades econômicas foi produzido pelo Comitê Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus, do Governo do Estado, em diálogo com as federações de representações empresariais e a Consultoria Deloitte, que utilizou pesquisas de referência mundiais e nacionais.

Restrições no Interior de Pernambuco 

De acordo com o Governo de Pernambuco, a curva de contaminação no interior do Estado fez o Plano de Convivência das Atividades Econômicas não diminuiu em 85 cidades do Agreste e Zona da Mata, nas regiões de Caruaru, Garanhuns, Palmares e Goiana. 

Por isso, essas localidades só estão autorizadas a operar lojas de material de construção e comércio atacadista (respeitando protocolos); delivery e drive thru do comércio varejista de rua e de shopping centers; construção civil com 50% de seu operacional e os serviços de saúde já relatados. Treinos de futebol profissional, no entanto, estão autorizados a acontecer.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.