COVID-19

OMS teme segunda onda de contágio do novo coronavírus; infectologista explica

11 países na Europa registraram novos índices preocupantes da covid-19

OMS teme segunda onda de contágio do novo coronavírus; infectologista explica

Organização Mundial da Saúde (OMS) demonstra preocupação com a possível nova onda do coronavírus - Foto: Pixabay

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está preocupada com a possibilidade de segunda onda do novo coronavírus depois do aumento de casos na Europa, onde 11 países voltaram a registrar índices preocupantes. A segunda onda da covid-19 pode ser causada pelas pessoas que ainda não desenvolveram anticorpos contra a doença. Em entrevista ao Por Dentro com Cardinot, nesta sexta-feira (26), o infectologista, Filipe Prohaska, explicou a situação. 

‘’A segunda onda da doença não é nada mais nada mesmo do que a infecção do vírus naquelas pessoas que não tiveram contato com ele (novo coronavírus), ou seja, elas ainda não desenvolveram anticorpos para enfrentar a doença viral. Então, todos esses que obedeceram os critérios de isolamento são susceptíveis a ter o contato com o vírus agora e desenvolver a doença’’, afirmou.  

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse
  • Febre 
  • Coriza 
  • Dor de garganta
  • Dificuldade para respirar 

Como é transmitido?

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de: 

  • Toque do aperto de mão;
  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc. 

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.