TRAGéDIA

Vítimas fatais da chacina em Ipojuca são identificadas pelo IML

Os assassinos da chacina em Ipojuca podem ter ligação com a facção Comando Vermelho

Vítimas fatais da chacina em Ipojuca são identificadas pelo IML

Chacina em Ipojuca deixou moradores com medo de outros crimes no município - Foto: Bruno Campos / JC IMAGEM

O Instituto de Medicina Legal (IML) identificou as cinco pessoas que morreram após uma chacina em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. Os assassinatos começaram em uma pastelaria e segui para uma praça, onde estavam cerca de 50 a 60 pessoas, de acordo com a Polícia Militar. Até o momento, 12 pessoas seguem internadas em hospitais de Pernambuco. Os criminosos chegaram em dois carros e começaram a atirar quando as pessoas correram assustadas. As marcas da violência ficaram espalhadas pela cidade. Abaixo listamos as vítimas fatais, até o momento, da chacina.  

  • Cintia Maria de Souza (ainda sem a idade revelada)
  • Júlio Cézar de Paula (ainda sem a idade revelada)
  • Rinaldo Martins Santana, 18 anos;
  • Fernando José de Lima Nascimento, 27 anos;
  • Maria Barboa da Silva, 41 anos (faleceu na UPA de Ipojuca).

Estado de saúde

Das vítimas ficaram feridas, três já receberam alta e outras cinco estão em estado estáveis no Hospital da Restauração (HR).   

Investigação

A polícia investiga a possível ligação entre o grupo e a facção Comando Vermelho, do Rio de Janeiro. Os policiais militares ainda tentaram perseguir os assassinos, mas não conseguiram. As câmeras de segurança na área podem ajudar nas investigações. No Instituto de Medicina Legal (IML), familiares das vítima estavam muito abalados e pediram justiça.

Relembre o caso

Os assassinos chegaram na comunidade Rurópolis, por volta das 23h30, em um carro branco e outro prata. Em um beco, haviam registros de sangue e uma pichação com as letras CV, a mesma abreviação, que remete ao comando vermelho, facção criminosa do Rio de Janeiro. A polícia considera a chacina como um crime bárbaro, com a assinatura cruel do tráfico e drogas. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.