CONTAMINAçãO

Covid-19: Hong Kong suspende importação de frango de frigorífico brasileiro

A suspensão não tem data para terminar

Covid-19: Hong Kong suspende importação de frango de frigorífico brasileiro

A medida ocorreu após um lote de frango do frigorífico Aurora ser apontado por chineses como contaminado pelo coronavírus. - Foto: Pixabay

Agência Brasil

Hong Kong vetou a importação de frango do frigorífico brasileiro Aurora, localizado em Santa Catarina. O Ministério da Agricultura divulgou que recebeu o comunicado oficial confirmando a medida.

>> Após China detectar coronavírus em frango importado do Brasil, infectologista faz alerta sobre alimentos 

>> Covid-19: Brasil pede explicações à China sobre frango supostamente contaminado

 

Ainda de acordo com o Ministério, a suspensão tem caráter temporário. Não foi informado, entretanto, qual será o tempo de vigência.

Por meio de sua assessoria, a pasta informou à Agência Brasil que irá responder aos questionamentos das autoridades de Hong Kong.

 

>> Pernambuco é um dos cinco estados com mais mortes por covid-19 

>> Rússia registra 1ª vacina contra coronavírus; Filha do presidente Putin já foi vacinada

>> Recife é a 2º capital do Nordeste com maior taxa de mortalidade devido ao coronavírus

>> Teste positivo para coronavírus em quem já teve a doença leva cientistas a investigarem se é possível reinfecção

 

Contaminação

A medida ocorreu após um lote de frango do frigorífico Aurora ser apontado por chineses como contaminado pelo novo coronavírus (covid-19). A alegação foi feita pela prefeitura de Shenzhen, na província de Guandong.

No dia 14, as Filipinas anunciaram a suspensão da importação de frango brasileiro. De acordo com o Departamento de Agricultura das Filipinas, a medida é transitória, mas não foi estabelecido prazo fixo ou limite para a vigência da proibição.

O Ministério da Agricultura anunciou no dia 13 que pediria explicações à China sobre o episódio. Em nota, o órgão afirmou que não há comprovação científica de transmissão da covid-19 por alimentos congelados.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) também divulgou nota informando estar analisando a alegação de identificação “de traços de vírus em embalagem de produto de origem brasileira”.  No texto, a entidade argumentou que ainda não está claro em que momento teria havido a eventual contaminação.   

A Agência Brasil entrou em contato com o frigorífico Aurora, cuja assessoria respondeu que não se pronunciaria, no momento.

 

>> Imunidade contra o coronavírus? Vacina da Rússia pronta? Médica faz alertas

>> Nova síndrome em crianças associada ao coronavírus é monitorada; entenda a doença  

>> Covid-19 põe em risco anos de progresso em saúde nas Américas, diz OMS

>> OMS: Índice de jovens com coronavírus triplica em 5 meses no mundo

>> Coronavírus: Mulheres são mais afetadas por crise econômica na pandemia

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.