DíVIDAS

Saiba como renegociar dívidas com a Celpe através de mutirão do Procon

O prazo para solicitar a renegociação das dívidas vai até o dia 18 de setembro

Saiba como renegociar dívidas com a Celpe através de mutirão do Procon

Procon Recife realiza mutirão para renegociar dívidas com a Celpe - Foto: Acervo/ JC Imagem

Um mutirão realizado pelo Procon Recife para ajudar a população renegociar dívidas com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). o atendimento é feito pela internet, entre os dias 14 e 18 de setembro, através de um formulário no site do Órgão Municipal de Defesa do Consumidor (procon.recife.pe.gov.br). De acordo com o Procon, o consumidor recebe o retorno sobre a proposta de pagamento ou parcelamento em até 48 horas. 

"Faremos uma série de mutirões online, divididos por semana, começando com a Celpe. Depois, faremos de débitos com a Compesa, com bancos, empresas de telefonia, cartões de crédito, etc.", explica Ana Paula Jardim, presidente do Procon Recife. 

Qual o procedimento?

Na página inicial do site, você clica em ‘’Negociação Online’’ para ser direcionado ao formulário, onde irá preencher todos os dados solicitados. Em seguida, clique em ‘’Enviar’’ e aguarde a resposta do Procon sobre a renegociação da sua dívida. 

Atendimento pode ser presencial?

A assessoria de imprensa do Procon Recife informou que o órgão ainda não está  realizando atendimentos presenciais, por conta da pandemia do novo coronavírus. Para tirar dúvidas, o consumidor deve entrar em contato pelo e-mail procon@recife.pe.gov.br ou pelas redes sociais. 

Dívidas

Segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o endividamento dos brasileiros atingiu, em agosto, o índice de 67,5%, sendo o maior desde que o órgão começou a fazer anualmente a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em janeiro de 2010. Na comparação anual, o endividamento no mês de agosto também se mostrou acima do mesmo período de 2019 em 2,7%.

"O objetivo é possibilitar que o consumidor recupere seu crédito. Geralmente, a pessoa deixa de quitar suas contas por questões de desemprego, diminuição de renda e os juros que vão se acumulando. Com a pandemia, a crise econômica já existente foi agravada, então decidimos fazer essa mobilização para ajudar o consumidor, já que em mutirões, conseguimos negociações com descontos que podem chegar até 80% e parcelamentos diferenciados.", esclarece Ana Paula.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.