AUXíLIO

Caso irregularidades de servidores do MPPE no auxílio emergencial sejam comprovadas, inquérito será aberto

Servidores do MPPE são investigados por suspeita de receberem auxílio emergencial de forma irregular 

Caso irregularidades de servidores do MPPE no auxílio emergencial sejam comprovadas, inquérito será aberto

O Ministério Público Federal - Foto: Arquivo JC Imagem

Com informações do Por Dentro com Cardinot

Alguns servidores que prestam serviço ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) estão sendo investigados por suspeita de fraude na solicitação do auxílio emergencial. De acordo com a apuração do Por Dentro com Cardinot, pelo menos 10 funcionários teriam recebido, de forma indevida, o benefício pago pelo Governo Federal. Os nomes, não divulgados, fazem parte da lista de mais de 14 mil servidores estaduais e municipais, ativos e inativos, que receberam o auxílio emergencial sem ter direito.

>>Renovação automática? Quem mantém ou perde o direito? Pode recorrer? Advogado explica novas regras do auxílio emergencial

Ainda de acordo com o Por Dentro com Cardinot, quase R$ 10 milhões do auxílio emergencial foram pagos para as pessoas investigadas. Para apurar a conduta irregular dos servidores ligados ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), uma sindicância administrativa foi instaurada. Se for comprovada a irregularidade, será aplicada pena disciplinar e o dinheiro terá que ser devolvido.

Novo auxílio emergencial

Com o valor de R$ 300, o auxílio emergencial foi prorrogado por mais quatro meses pelo Governo Federal. O benefício é pago em razão da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus e a criação do auxílio emergencial foi aprovada pelo Congresso em março e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, no mês seguinte. Clique aqui e confira os calendários do auxílio emergencial.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.