AUXíLIO

Presidente da Caixa Econômica Federal explica pagamentos e calendário do novo auxílio emergencial

Caixa Econômica Federal disponibiliza novos pagamentos do auxílio emergencial após prorrogação do benefício

Presidente da Caixa Econômica Federal explica pagamentos e calendário do novo auxílio emergencial

Pagamentos do auxílio emergencial podem ser consultados no aplicativo Caixa TEM - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com informações da Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal começou, nesta quarta-feira (30), o pagamento da extensão do auxílio emergencial, no valor de R$ 300, para o público em geral (que não fazem parte do Bolsa Família), juntamente com o início do terceiro ciclo de pagamento do auxílio emergencial. O presidente do banco, Pedro Guimarães, falou sobre o calendário de pagamento das parcelas do auxílio emergencial e afirmou que não existe necessidade da população chegar cedo ou até dormir na rua.  

>>Entenda os calendários do auxílio emergencial divulgados até agora

>>Renda Cidadã: entenda o programa que substituirá auxílio emergencial e Bolsa Família

De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, existe a possibilidade de que sejam pagas, em dezembro, duas parcelas do auxílio emergencial de uma só vez. Nesta quarta-feira (30), também foram aprovadas 492 mil pessoas para receber o benefício do auxílio emergencial. Tire as dúvidas abaixo sobre o auxílio emergencial. 

Quem está recebendo?

A parcela da extensão do auxílio emergencial, que será paga na abertura do ciclo 3, será para os beneficiários que receberam a primeira parcela do auxílio emergencial em abril.

O ciclo 3 contempla também pagamentos para beneficiários que ainda estão recebendo demais parcelas do auxílio emergencial, ainda no valor de R$ 600. 

Além destes, o público que tenha feito o procedimento de contestação por meio da plataforma digital entre os dias 20 de julho e 25 de agosto e tenha sido considerado elegível receberá o crédito da primeira parcela do auxílio emergencial, conforme o calendário do ciclo 3.

Bolsa Família

O pagamento das parcelas extras para os beneficiários do programa Bolsa Família segue o calendário habitual. A primeira parcela do auxílio emergencial extra teve início no dia 17 de setembro e finaliza o primeiro ciclo nesta quarta-feira (30), com o pagamento dos beneficiários com o número do NIS terminado em 0.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, já foram pagos R$ 213,8 bilhões do auxílio emergencial para 67,2 milhões de brasileiros, em um total de 315,5 milhões de pagamentos.

Regras do auxílio emergencial

A extensão do auxílio emergencial começa a ser paga assim que a pessoa tiver recebido a quinta parcela do benefício original, seguindo o cronograma de depósitos e com a data limite de 31 de dezembro. Assim, quem se cadastrou pelo aplicativo ou site do banco e começou a receber o benefício em abril, receberá as nove parcelas, assim como todos os integrantes do Bolsa Família cujo valor do auxílio emergencial é maior que o recebido pelo programa de transferência de renda.

"Quem recebeu a primeira parcela em abril, já recebeu cinco parcelas do auxílio emergencial e são esses que começam a receber a extensão. Eles vão receber quatro parcelas da extensão do auxílio: setembro, outubro, novembro e dezembro. Quem recebeu em maio a primeira, só termina de receber a quinta parcela agora. Então receberá três parcelas da extensão. Assim sucessivamente. Quem está no Bolsa Família receberá nove parcelas, porque segue o calendário habitual do programa", ressaltou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em entrevista.

Extensão do auxílio emergencial

O auxílio emergencial foi criado em abril de 2020 pelo Governo Federal foi estendido até 31 de dezembro por meio da medida provisória (MP) Nº 1000. O auxílio emergencial extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor do auxílio emergencial é de R$ 600.

É preciso fazer um novo cadastro? E os calendários?

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio emergencial. A Caixa informou que somente as pessoas que já foram beneficiados e, a partir de agora, se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP, terão direito a continuar recebendo o benefício do auxílio emergencial.

O calendário de pagamentos e de saques para o auxílio emergencial extensão e para a continuidade das parcelas do auxílio emergencial foi estabelecido pela portaria Nº 496 do Ministério da Cidadania de 28 de setembro de 2020.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.