EDUCAçãO

Justiça suspende retorno das aulas presenciais nas escolas privadas de Pernambuco

Ação foi movida pelo sindicato dos professores da rede particular Sinpro


Justiça suspende retorno das aulas presenciais nas escolas privadas de Pernambuco

Escola particular de Olinda, no Grande Recife, faz adequações nas salas de aula - Foto: Reprodução/TV Jornal Interior

O Sindicato dos Professores da Rede Privada (Sinpro) conseguiu na Justiça, nesta segunda-feira (05), uma liminar para suspender a reabertura dos colégios particulares. A decisão foi tomada pelo juiz Hugo Cavalcanti Melo Filho, da 12ª Vara do Trabalho, e vale apenas para a rede privada. Com isso, as aulas presenciais nas escolas particulares de Pernambuco não retomam nesta terça-feira (06).

Sindicato das escolas particulares

Em entrevista ao Por Dentro com Cardinot,o presidente do sindicato das escolas particulares de Pernambuco (Sinepe-PE), José Ricardo Diniz, revelou a proposta feita ao Governo de Pernambuco para a retomada das aulas. De acordo com ele, a ação foi tomada a partir de uma declaração do próprio secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio.

‘’Nos pautamos na própria fala da coletiva do secretário (de Educação), quando ele trouxe exemplos dos países que voltaram com as escolas e priorizam isso (às aulas), porque educação é prioridade. Dentro do contexto que reforma apresentados, a educação infantil foi por onde começou, que foi a nossa proposta quando enviamos em julho para o secretário (Fred Amâncio)’’, contou José Ricardo Diniz. 

Cronograma das aulas

O Governo de Pernambuco anunciou as datas de retorno das aulas presenciais, começando com os estudantes que estão no 3º ano do ensino médio, a partir do dia 06 de outubro, do 2º ano para o dia 12 de outubro e 1º ano no dia 20 de outubro. As aulas presenciais para as crianças seguem proibidas para rede pública quanto para a rede privada. Com isso, os alunos (as) continuam com aulas de forma online, através da internet. 

>>Com intenção de evitar horário de pico no transporte público, aulas na rede estadual em Pernambuco começarão mais tarde

De acordo com o secretário de educação de Pernambuco, Fred Amancio, o retorno é opcional, ou seja, os pais decidem se vão deixar seus filhos, menores de idade, retornarem as aulas presenciais. A volta das aulas já estavam autorizadas para o ensino superior e cursos técnicos, com protocolos de segurança contra o novo coronavírus. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.