JULGAMENTO

Feminicídio: Acusado de matar e decapitar diarista em 2017 é condenado a 21 anos de prisão

O caso aconteceu em 9 de dezembro de 2017 na comunidade Suvaco da Cobra. A vítima tinha 52 anos

Feminicídio: Acusado de matar e decapitar diarista em 2017 é condenado a 21 anos de prisão

O crime foi em dezembro de 2017 e chamou a atenção pela crueldade, já que, depois de decapitar a vítima, o acusado expôs a cabeça dela no muro da casa - Foto: Reprodução/Rádio Jornal

A 1ª Vara do Tribunal do Júri de Jaboatão dos Guararapes condenou, nesta quinta-feira (15), Alefy Richardson da Silva a 21 anos de prisão. Ele foi considerado culpado por homicídio triplamente qualificado ao assassinar a diarista Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 52 anos. O crime aconteceu em 9 de dezembro de 2017, na comunidade Suvaco da Cobra, no bairro de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, no dia 10 de dezembro de 2017.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o motivo do feminicídio cometido por Alefy Richardson da Silva foi ''por motivo fútil, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima''. A mulher foi decaptada e, de acordo com as investigações, teve a cabeça exposta no muro da residência.

Julgamento

O júri popular teve início às 9h40 com o sorteio dos sete jurados que compuseram o Conselho de Sentença e a leitura da denúncia pela juíza. Na fase de interrogatório, o réu preferiu se manter em silêncio. Em seguida, houve o debate entre acusação e defesa, sendo exibidos vídeos da oitiva de testemunhas da fase de instrução do processo.

Após a fase de réplica e tréplica dos debates, os jurados recolheram-se em sala reservada para responder aos questionamentos sobre as acusações imputadas ao réu. Por fim, a magistrada decidiu pela condenação de Alefy.

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.