HOMENAGEM

23 anos após a morte, Chico Science ganha título de patrono do Manguebeat em Pernambuco

A memória de Chico Science segue viva na lembrança dos pernambucanos e não apenas para os seguidores do Manguebeat

23 anos após a morte, Chico Science ganha título de patrono do Manguebeat em Pernambuco

Chico Science é homenageado como patrono do Manguebeat em Pernambuco - Foto: Fred Jordão/Divulgação

Com informações de Jorge Nunes, do Jornal do Commercio

O cantor Chico Science teve a importância para a música e cultura local e nacional. A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) concedido o título de patrono do Movimento Manguebeat ao artista, que faleceu em um acidente de carro no dia 2 de fevereiro de 1997, com 30 anos. Mesmo 23 depois da morte, a arte de Chico Science viva na memória do pernambucano e é sucesso todos os anos no carnaval. 

De acordo com o JC Online, a ideia do projeto começou em setembro deste ano, mas apenas nesta quinta-feira (29) a Lei Nº 17.092 foi publicada no Diário Oficial da Alepe. Entre os argumentos do título para Chico Science, a representatividade dele no Movimento Manguebeat no início da década de 90 foi um ponto importante. Chico Science levou o ritmo para outras regiões do Brasil e conseguiu fãs fora de Pernambuco

Chico Science

A renovação na música popular brasileira, através do Manguebeat, foi liderada por Chico Science. O movimento foi o primeiro ritmo, com agentes fora do eixo São Paulo e Rio de Janeiro, que obteve alcance nacional. Chico Science entrou em contato com o bloco afro Lamento Negro, no bairro de Peixinhos, em Olinda, no ano de 1991. O grupo fazia trabalhos na Região Metropolitana do Recife, mostrando o maracatu rural e o coco de roda com o samba-reggae nas comunidades. Leia mais no JC Online.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.