RECURSOS

Expansão do Bolsa Família vai beneficiar cerca de 3 milhões de pessoas

O Bolsa Família deve ser aprimorado, em 2021, a partir da experiência com o Auxílio Emergencial.

Expansão do Bolsa Família vai beneficiar cerca de 3 milhões de pessoas

Recursos virão de empréstimo de R$ 5,73 bilhões aprovado pelo Banco Mundial - Foto: Divulgação/PF

Governo Federal

O Banco Mundial aprovou empréstimo de R$ 5,73 bilhões para ajudar a garantir a expansão do Programa Bolsa Família.

A medida integra um projeto de parceria do banco multilateral com o Governo Federal brasileiro para preservar a renda da população mais afetada pelo período de distanciamento social.

 

>> Projeto prevê auxílio permanente de R$ 1.200 para mães chefes de família

>> Feirão Limpa Nome da Serasa tem até 99% de descontos em dívidas

 

Recursos

Os recursos beneficiarão cerca de 3 milhões de pessoas que ficaram temporariamente pobres ou que não puderam ingressar no programa anteriormente. A medida, em conjunto com o Auxílio Emergencial, foi uma das ações do Governo Federal tomadas durante a pandemia da covid-19 (novo coronavírus).

 

>> Definição sobre programa que substituirá Bolsa Família e Auxílio Emergencial fica para depois das eleições

>> Confira valor do salário mínimo para 2021

>> Programa que substituiria auxílio emergencial e Bolsa Família fica fora do orçamento de 2021

>> Bolsonaro diz que proposta de programa que substituiria Bolsa Família está suspensa

>> Cerca de 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS; relembre os calendários

>> Pandemia: Artesã empreende e ajuda outras profissionais na geração de renda

 

Aprimoramento do programa

O acordo de empréstimo será celebrado por meio do Ministério da Economia, com execução e implementação do Ministério da Cidadania. O investimento com recursos do Banco Mundial também será utilizado no aprimoramento do programa para 2021, a partir da experiência adquirida com o Auxílio Emergencial.

Os especialistas da instituição financeira apoiarão o Ministério da Cidadania na reestruturação das políticas, avaliações de impacto, estudos sobre renda e empregabilidade, conexões para qualificação profissional e mercado de trabalho, estudos de microsseguros e microcréditos, com inclusão de incentivos para portas de saída do programa.

Além disso, estão previstas inovações no conceito e simplificação da estrutura do Bolsa Família, com foco na primeira infância, educação financeira e valorização do mérito.

 

>> Fase restrita de pagamentos pelo Pix já começou; saiba o que é e como funciona

>> Auxílio Emergencial de R$ 300: veja datas e condições para contestar cancelamento

>> Antecipação do auxílio-doença será limitada até 31 de dezembro

>> Pix, novo sistema de pagamento, poderá ser usado para recolhimento do FGTS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.