COVID-19

Mata Norte de Pernambuco: Confira os municípios que apresentam alta de casos do coronavírus

Devido ao aumento dos casos, as cidades estão realizando ações para tentar diminuir o contágio do vírus

Mata Norte de Pernambuco: Confira os municípios que apresentam alta de casos do coronavírus

Devido ao aumento dos casos, as cidades estão realizando ações para tentar diminuir o contágio do vírus - Foto: Peter Ilicciev/ Fiocruz

Diante do aumento dos casos de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (covid-19), as secretarias municipais de Saúde de Carpina, Lagoa de Itaenga e Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, estão investindo em ações para conter a proliferação do vírus e conscientizar a população quanto a medidas preventivas.

Lagoa de Itaenga

Em Lagoa de Itaenga, a Secretaria Municipal de Saúde atualizou os dados do boletim epidemiológico. Foram 202 pacientes infectados, sendo 176 deles já recuperados e 10 óbitos. Existem ainda 10 isolamentos domiciliares, 409 isolamentos concluídos, um caso em investigação e 32 descartados.

Carpina

Na cidade de Carpina, estão sendo realizadas diversas ações para diminuir ainda mais o risco de contaminação. Entre elas está a higienização das principais ruas e praças da cidade, o uso de máscaras de proteção e outras medidas de higiene e prevenção continuam sendo orientadas. O município contabiliza 771 casos confirmados e um total de 61 óbitos.

Goiana

Em Goiana, houve um aumento de 10 registros no número de pacientes infectados nas últimas 24 horas. O boletim informou ainda 1.442 casos confirmados e 81 óbitos.
Em uma ação preventiva, a Secretária de Educação promove ciclos de debates sobre o meio ambiente. O primeiro tema será o desafio da educação ambiental na perspectiva do ensino fundamental em tempos de pandemia.

A transmissão acontece através das redes sociais da prefeitura e conta com a participação de palestrantes, especialmente convidados.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.