DINHEIRO

Auxílio emergencial: Veja quais pagamentos acontecem nos últimos dias de 2020

Caixa ainda realiza pagamentos do auxílio nos últimas dias do ano

Auxílio emergencial: Veja quais pagamentos acontecem nos últimos dias de 2020

Caixa ainda realiza pagamentos do auxílio nos últimas dias do ano - Foto: Marcello Casal Jr./ABr

A Caixa Econômica Federal deposita ainda este ano uma nova parcela do auxílio emergencial. Os próximos pagamentos do benefício serão na segunda-feira (28), e na terça (29). Quem recebe o pagamento do benefício no dia 28 são os nascidos e novembro, já no dia 29 será o dia dos aniversariantes de dezembro, que não estão inscritos no Bolsa Família.

>>Auxílio emergencial: Governo envia SMS a beneficiários; veja motivo e como identificar golpe

A partir desta data, os valores já podem ser movimentados pelo Caixa Tem para pagamento de boletos pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais.

>>Auxílio emergencial: Saiba se recebe e qual parcela nesta quarta-feira (23)

Ciclos (para quem não é inscrito no Bolsa Família)

A Caixa intitula de “ciclo” cada calendário onde todos os beneficiários (tirando os do Bolsa Família) recebem ao menos uma parcela, seja ela qual for.

A cada ciclo existem dois cronogramas, que levam em conta a data de nascimento do beneficiário. O pagamento em dinheiro depositado nos dias 28 e 29 (para quem não é do Bolsa Família) , por enquanto, tem a disponibilidade apenas para transações digitais no aplicativo Caixa Tem. Já os saques e as transferências serão liberados em 25 e 27 de janeiro, respectivamente.

Aqueles que receberam a primeira parcela do auxílio no mês abril devem chegar agora à oitava parcela que é a terceira do auxílio extensão, ou auxílio residual. Enquanto aqueles que receberam a primeira parcela em maio deste ano alcançarão a sétima parcela, ou seja segunda da extensão. Isso significa que o valor irá ser de R$ de R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefe de família).

>>Novo calendário do auxílio emergencial começa nesta semana

Beneficiários que começaram a receber a partir do mês de julho ainda receberão uma das cinco primeiras parcelas. O valor então continua sendo R$ 600 (ou R$ 1.200 para mulheres chefe de família).

Devido a alguns cadastros terem sido bloqueados para reanálise, é possível que algumas pessoas estejam com parcelas atrasadas ou acumuladas.

Desde o domingo (13) a Caixa iniciou o ciclo 6 que é até agora o último.

Ciclo 6

  • Nascidos em janeiro - pagamentos 13/12 e saques 19/12
  • Nascidos em fevereiro - pagamentos 13/12 e saques 19/12
  • Nascidos em março - pagamentos 14/12 e saques 04/01
  • Nascidos em abril - pagamentos 16/12 e saques 06/01
  • Nascidos em maio - pagamentos 17/12 e saques 11/01
  • Nascidos em junho - pagamentos 18/12 e saques 13/01
  • Nascidos em julho - pagamentos 20/12 e saques 15/01
  • Nascidos em agosto - pagamentos 20/12 e saques 18/01
  • Nascidos em setembro - pagamentos 21/12 e saques 20/01
  • Nascidos em outubro - pagamentos 23/12 e saques 22/01
  • Nascidos em novembro - pagamentos 28/12 e saques 25/01
  • Nascidos em dezembro - pagamentos 29/12 e saques 27/01

Parcelas; entenda

O beneficiário terá direito a uma quantidade de parcelas dependendo do mês em que iniciou seu recebimento do pagamento. O maxímo são nove ao todo, as cinco primeiras sendo no valor de de R$ 600. Já as quatro últimas no valor de R$ 300.

Aqueles que receberam a primeira parcela no mês de abril terão direito a 9 parcelas. Os que começaram o recebimento do auxílio no mês de maio, 8 parcelas, e quem começou em julho terão direito a 6 parcelas. Aquelas pessoas que iniciaram o recebimento a partir do mês de agosto e em diante terão o direito apenas às cinco primeiras parcelas no valor de  R$ 600, ou seja não recebem o valor extensão de R$ 300.

No último dos ciclos, o número 6 poderão haver o pagamento de até quatro parcelas de uma vez só. Isso para completar os cinco depósitos. 

As mulheres chefes de família têm direito a duas cotas. Portanto, as cinco primeiras parcelas são de R$ 1.200, enquanto as quatro últimas são de R$ 600

 As mães chefes de família monoparental tem direito a duas cotas. As cinco primeiras parcelas tem o valor de R$ 1.200, e as quatro últimas parcelas o valor R$ 600. 

Bolsa Família

Os inscritos no Bolsa Família receberam o último pagamento nessa quarta (23), quem recebeu o benefício foram aqueles o NIS terminado em 0.

Para quem recebe o Bolsa Família nada muda. O recebimento do Auxílio Emergencial Extensão atende aos mesmos critérios e datas do benefício regular, permitindo a utilização do cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes Caixa Aqui; ou por crédito na conta Caixa Fácil.

Para o pagamento do Auxílio Emergencial Extensão, os beneficiários do Bolsa Família tiveram avaliação de elegibilidade realizada pelo Ministério da Cidadania – conforme Medida Provisória nº 1.000, de 2 de setembro de 2020 – e recebem o valor do programa complementado pela extensão do Auxílio Emergencial em até R$ 300 ou em até R$ 600, no caso de mulher provedora de família monoparental. Se o valor do Bolsa Família for igual ou maior que R$ 300 ou R$ 600, o beneficiário receberá o valor do Bolsa Família, sempre privilegiando o benefício de maior valor.

Confira o calendário do Bolsa Família:

  • NIS final 1 / 10 de dezembro                             
  • NIS final 2 / 11 de  dezembro                                                                                                         
  • NIS final 3/ 14 de dezembro
  • NIS final  4 / 15 de dezembro
  • NIS final 5 / 16 de dezembro
  • NIS final 6 / 17 de dezembro
  • NIS final 7 / 18 de dezembro
  • NIS final 8 / 21 de dezembro
  • NIS final 9 / 22 de dezembro
  • NIS final 0 / 23 de dezembro

O auxílio emergencial

O auxílio emergencial, criado em abril pelo governo federal, pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil, foi estendido até 31 de dezembro, por meio da Medida Provisória (MP) 1000. O auxílio emergencial extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP terão direito a continuar recebendo o benefício.

Dúvidas sobre o auxílio emergencial

A prestação de informações o auxílio emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, do site do auxílio emergencial auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111.

Confira os canais da Caixa Econômica Federal para mais informações sobre o benefício e o Caixa Tem:

  • - auxilio.caixa.gov.br
  • - Central de Atendimento CAIXA – 111
  • - Central de Atendimento do Ministério da Cidadania – 121
  • - twitter.com/caixa
  • - facebook.com/caixa
  • - instagram.com/caixa
  • - youtube.com/user/canalcaixa

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.