CASO DE POLíCIA

Avô de uma das vítimas de chacina em Itamaracá se pronuncia: ''Queremos Justiça''

Os corpos de todos os homens assassinados em Itamaracá foram levados para o IML do Recife

Avô de uma das vítimas de chacina em Itamaracá se pronuncia: ''Queremos Justiça''

Os corpos das vítima de chacina em Itamaracá foram levados para o IML do Recife - Foto: Day Santos/JC Imagem

Os familiares das vítimas de uma chacina, que aconteceu na Ilha de Itamaracá, foram até o Instituto Médico Legal do Recife para reconhecer os corpos dos parentes mortos nesta sexta-feira (25), no dia de Natal. Ao todo, quatro pessoas morreram. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o crime  pode ter ligação com o tráfico de drogas. O avô de um dos homens assassinados pede para que não haja impunidades no caso.

>> Quatro homens mortos a tiros e tentativa de homicídio marcam Natal em Itamaracá

‘’Queremos Justiça (...) Eu não sei quem fez, mas Deus sabe. Eu quero justiça para não ficar impune. Vão fazer dois anos que a mãe dele foi assassinada e, até hoje, um criminoso foi preso e outro tá solto. É difícil, mas temos que suportar’’, afirmou Everaldo Silva à repórter Juliana Oliveira, da TV Jornal.

Entre as vítimas fatais, três morreram no imóvel e a outra na rua da casa. Além disso, uma tentativa de homicídio também foi registrada na colônia de pescadores de Itamaracá. Até o momento, ninguém foi preso.

Nota da Polícia Civil na íntegra

A Polícia Civil está investigando um quádruplo homicídio, ocorrido na madrugada do dia (25), em Itamaracá. As vítimas, todas do sexo masculino, entre 39 e 19 anos de idade, foram alvejadas por elementos desconhecidos, no interior de uma residência. As investigações seguirão até a completa elucidação dos fatos e prisão dos responsáveis pelo crime.

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.