APREENSãO

Marinha e PF apreendem barco carregado com cocaína na costa de Pernambuco

De acordo com a Marinha, o barco saiu do Brasil em direção à Europa, quando foi apreendida a 270 quilômetros da costa do Recife

Marinha e PF apreendem barco carregado com cocaína na costa de Pernambuco

Cinco pessoas que estavam no barco na costa de Pernambuco foram presos - Foto: Divulgação/Polícia Federal

Agência Brasil

Um veleiro catamarã com grande quantidade de cocaína foi apreendido pela Marinha e pela Polícia Federal na costa de Pernambuco. O barco, que ia em direção à Europa, foi interceptado a 270 quilômetros da costa do Recife. Ao todo, cinco tripulantes que estavam no interior da embarcação foram presos. Eles estão sendo conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Pernambuco e serão investigados pela Polícia Judiciária.

A quantidade de droga apreendida só será informada após a divulgação dos dados finais da operação. A ação foi coordenada com agentes de Portugal, dos Estados Unidos e do Reino Unido, que repassaram dados de inteligência às autoridades brasileiras.

 

>> PF apresenta veleiro holandês apreendido com mais de meia tonelada de cocaína

>> Maior apreensão de drogas do ano é registrada em Caruaru

>> Apreensão de cocaína bate recorde em Pernambuco no ano de 2020

 

Apreensão

O veleiro foi apreendido pelo Navio-Patrulha Oceânico Araguari, que carregava militares da Marinha e policiais federais do Grupo de Pronta Intervenção, que participaram desde o início das ações. O navio-patrulha conduziu a embarcação de volta à costa brasileira, chegando ao Recife.

Os órgãos estrangeiros que colaboraram com o governo brasileiro são o Centro de Análise e Operações Marítimas – Narcótico (MAOC-N), de Portugal; o Drug Enforcement Administration, dos Estados Unidos; e o National Crime Agency, de Reino Unido. Segundo a Marinha brasileira, a mútua cooperação e a troca de informações entre os países têm como objetivo identificar grandes organizações criminosas que atuam no Brasil.

Alerta para cocaína escura

A Polícia Federal alerta para um tipo de cocaína escura que tem passado pelo Brasil antes de chegar a países europeus. Um detalhe é que o entorpecente passa despercebida por cães farejadores já que não tem cheiro. No Rio Grande do Sul, um colombiano foi preso tentando transportar a droga.

Segundo a polícia, o pó escuro estava escondido dentro de pacotes de açaí. Os 26 quilos do material foram apreendidos com um colombiano no Rio Grande do Sul. Sem cheiro e com a cor alterados a polícia teve dificuldades para identificar as drogas. Por conta dessa modificação em laboratórios a cocaína apresenta características especificas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.