PANDEMIA

Covid-19: André Longo diz que Pernambuco poderá adotar medidas mais restritivas nos próximos dias

Nós precisamos nos unir como sociedade em Pernambuco para cumprir com as medidas sanitárias nas próximas semanas, porque aí, caso contrário, nós podemos ter o pior março da história", alerta Longo

Covid-19: André Longo diz que Pernambuco poderá adotar medidas mais restritivas nos próximos dias

Secretário Estadual de Saúde, André Longo, comentou a situação de Araripina e Ouricuri em relação ao novo coronavírus - Foto: Pedro Menezes/SEI

Com informações do NE10 Interior

Em entrevista à Rádio Jornal realizada nesta segunda-feira (1º), o secretário Estadual de Saúde de Pernambuco, informou que, mesmo com algumas medidas já adotadas, podem haver mais restrições nos próximos dias.

Na ocasião, Longo também falou sobre a alta taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e destacou a preocupação das autoridades de saúde com o aumento de casos de coronavírus.

"Tem mais doente entrando nos nossos leitos de UTI do que a nossa capacidade de tirá-los. Isso faz com que a taxa de ocupação fique crescente e é preciso abrir várias frentes, como ampliar a vacinação, especialmente dos idosos.

Leitos

O secretário destacou ainda que, no último fim de semana, Pernambuco abriu novos 22 leitos, mas que foram rapidamente ocupados por pacientes em estado grave. A perspectiva é de que o Estado abra novos 50 leitos nesta semana, mas, ainda assim, a quantidade pode não ser suficiente para atender à demanda. 

"Se a aceleração (do contágio) continuar rápida, como a gente começa a ver, não vai ter leito suficiente. [...] Nós precisamos nos unir como sociedade em Pernambuco para cumprir com as medidas sanitárias nas próximas semanas, porque aí, caso contrário, nós podemos ter o pior março da história se nós não nos unirmos e não entendermos o memento em que nós estamos passando", alertou Longo.

Medidas

Na última semana, Pernambuco adotou medidas restritivas para conter a disseminação da Covid-19. Na sexta-feira (26), 63 municípios das II, IV e IX Gerências Regionais de Saúde (Geres) suspenderam atividades não essenciais das 20h e 5h, durante a semana, e das 17h até as 5h nos fins de semana, enquanto o restante do Estado suspendeu das 22h e 5h.

Ouça a entrevista completa

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.