PANDEMIA

Paulo Câmara propõe passagem gratuita para desempregados; PL vai à Alepe

Medida valeria apenas fora do horário de pico


Paulo Câmara propõe passagem gratuita para desempregados; PL vai à Alepe

Projeto de lei foi assinado pelo governador e será votado pelos deputados estaduais - Foto: Bruno Campos/ JC Imagem

O Governo de Pernambuco enviou um Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa do Estado (Alepe), nessa quinta-feira (5), com intuito de dar passagem gratuita no transporte público aos pernambucanos que estão desempregados.

A ideia é que as pessoas peguem o ônibus de forma gratuita, mas fora do horário de pico. "Estamos mandando um projeto de lei dando acesso gratuito aos ônibus para os desempregados. Essas pessoas terão 20 bilhetes de passagem gratuitos no mês, para se locomover fora do horário de pico", explicou o governador Paulo Câmara (PSB), em entrevista à TV Globo. A intenção é evitar mais aglomerações no transporte em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

 “O nosso objetivo é concentrar os esforços para permitir aos desempregados um maior acesso ao transporte, especialmente aos que perderam o emprego durante a crise sanitária”, disse governador Paulo Câmara.

Créditos recebidos

O usuário do transporte receberá crédito mensal de até 20 bilhetes do Anel A e deverá utilizar fora do horário de pico. A Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação deverá encaminhar os cadastros dos candidatos ao Grande Recife Consórcio de Transportes.

Horário social

Em fevereiro, o Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou proposta de revisão tarifária baseada em estudos realizados pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. Foi ratificada a criação de uma tarifa mais baixa no chamado “horário social”, fora do pico. Das 9h às 11h da manhã e das 13h30 às 15h30 da tarde, a passagem ficou mais barata, passando de R$ 3,45 para R$ 3,35 no Anel A, e de R$ 4,70 para R$ 4,60 no Anel B. Esse desconto se aplica exclusivamente nos dias úteis e com o uso do VEM Comum.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.