SAúDE

Com aumento de mortes por covid-19, Estados reforçam restrições; veja situação em Pernambuco

Saiba as medidas restritivas adotadas pelo Governo de Pernambuco para evitar a propagação da covid-19


Com aumento de mortes por covid-19, Estados reforçam restrições; veja situação em Pernambuco

Medidas restritivas contra a covid-19 fecha serviços não essenciais por todo o Brasil - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Agência Brasil e TV Jornal

No momento em que o Brasil tem sido marcado pelos mais elevados números diários de mortes por covid-19 desde o início da pandemia e pela lotação dos leitos de unidades de terapia intensiva, governos estaduais atualizaram as medidas para tentar diminuir a disseminação do novo coronavírus.

Neste mês março, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe tiveram decretos com medidas mais rígidas de restrições para tentar conter o avanço da doença. O toque de recolher, que proíbe a circulação de pessoas por áreas públicas em determinados horários, foi determinado em boa parte do país.

Situação em Pernambuco

No dia 1º de março, o governo de Pernambuco, após análise do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, anunciou a proibição das atividades não essenciais, das 20h às 5h, de segunda a sexta. Além disso, aos sábados e domingos, somente serviços essenciais podem funcionar. Também estão fechados clubes sociais, praias e parques nos fins de semana. Nas praias, no entanto, é permitida a prática de atividades esportivas individuais. As medidas iniciaram no dia 3 de março e valem até o dia 17 de março para todo o estado.

> "A partir de agora, vamos prender todo mundo", diz secretário sobre pessoas aglomerando em PE

> Covid-19: "Os jovens se acham invencíveis, mas podem desenvolver casos graves", diz secretário

Pernambuco também suspendeu em todo o Estado as cirurgias eletivas, aquelas que são agendadas e não urgentes, nas redes pública e privada. A interrupção será válida até o dia 19. Estão mantidas as cirurgias eletivas inadiáveis, como as oncológicas, cardíacas, transplantes e procedimentos que possam causar dano permanente ao paciente em caso de adiamento, além das cirurgias ambulatoriais, que não demandam internamento hospitalar.

O que pode abrir entre 5h e 20h:

  • Supermercados - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Padarias - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Farmácias - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Postos de gasolina - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Serviços de delivery - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Pontos de coleta dos restaurantes  - Funcionam de segunda a sexta independentemente do horário. 
  • Lojas dos shoppings (como abastecimento alimentar) - Funcionam de segunda a sexta das 5h às 20h
  • Igrejas - Funcionam de segunda a sexta das 5h às 20h

O que não pode abrir entre 5h e 20h:

  • Parques
  • Shoppings
  • Restaurantes
  • Praias
  • Clubes sociais
  • Comércio de Rua
  • Bares
  • Igrejas

Todo o Estado de Pernambuco, desde a quarta-feira (03), está em uma nova fase de restrições para evitar a propagação da covid-19. A partir das 20h, de segunda à sexta, os serviços não essenciais devem ser fechados e, praticamente, tudo vai parar. As equipes da Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e outros órgãos estão nas ruas para fiscalizar e garantir o cumprimento da medida que visa combater o avanço da pandemia do novo coronavírus. 

O que acontece ao descumprir as medidas?

Todo o Estado de Pernambuco está em uma nova fase de restrições para evitar a propagação da covid-19. As equipes da Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e outros órgãos estão nas ruas para fiscalizar e garantir o cumprimento da medida que visa combater o avanço da pandemia do novo coronavírus, de acordo com o Governo de Pernambuco.

> Fiscais do Procon flagram festa para mais de 100 pessoas em fazenda, em Moreno; veja vídeo

> Pernambuco revela investimento de mais R$ 720 mil na fiscalização de serviços não essenciais

"A partir de agora, vamos prender todo mundo. Pode ser aglomeração festiva ou festa clandestina, vai todo mundo preso, não só o responsável. Todos os participantes serão conduzidos a uma delegacia e responderão a processo criminal", alertou o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.