Coronavírus

Covid-19: Brasil bate novo recorde de óbitos em 24h, com 3.650; país é o que tem mais novas mortes e casos no mundo

Recorde ainda não inclui o Ceará. Nesta semana, o Brasil teve, pela 1º vez, mais de 100 mil novos casos em 24h. País é o que registrou mais novas mortes semanais por covid-19

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 27/03/2021 às 11:26
AMAZÔNIA REAL
FOTO: AMAZÔNIA REAL
Leitura:

O Brasil bateu seu novo recorde de mortes registradas em 24 horas, com 3.650. Este total supera a maior marca anterior, de 3.250, na terça-feira (23).

É mais de 50% acima da média móvel da última semana epidemiológica (14 a 20 de março), que ficou em 2.236 óbitos.

O total de vidas perdidas para a pandemia alcançou 307.112. Ainda há 3.538 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso, porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

>> Brasil registra 15.650 novas mortes por covid-19 na última semana

>> Com mais 2.227 casos, Pernambuco tem segundo dia seguido de recorde na média móvel de casos de covid-19

>> Covid-19: Ocupação dos leitos de UTI chega a 98% na rede pública de Pernambuco e 91% na privada

Ceará

A marca ainda não inclui os dados do Ceará, que vem apresentando problemas técnicos para atualizar seus dados de novas mortes e casos. Com a soma de óbitos desse estado, o número deve aumentar.

Casos

O país também teve 84.245 novos diagnósticos confirmados. Na quinta (25), o país teve, pela primeira vez, mais de 100 mil novos casos confirmados, em 24 horas.

O total de pessoas que pegaram covid-19, desde o início da pandemia, alcançou 12.404.414.

Os dados estão na atualização do Ministério da Saúde divulgada na noite dessa sexta-feira (26). O balanço é produzido com as informações coletadas pelas autoridades estaduais e locais de saúde.

O número de pessoas recuperadas chegou a 10.824.095. Já a quantidade de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.273.207.

>> "Cansado de ver gente morrendo", diz médico após Pernambuco ultrapassar 1.800 pessoas em UTI com covid-19

>> Pernambuco estende quarentena até 31 de março e iniciará novas medidas contra covid-19

>> Pernambuco confirma 2.786 novos casos de covid-19; Estado segue registrando recorde diário

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (70.696), Rio de Janeiro (35.758), Minas Gerais (22.887), Rio Grande do Sul (17.349) e Paraná (15.939). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.224), Amapá (1.265), Roraima (1.318), Tocantins (1.912) e Alagoas (3.444).

>> Novo coronavírus: Brasil ultrapassa o número de 300 mil mortes pela covid-19

>> Com mais de 2,7 mil pessoas infectadas, Pernambuco registra recorde diário de casos da covid-19

>> Covid-19: Brasil bate novo recorde de mortes em 24h, com mais de 3 mil óbitos

Vacinação

Até o início da noite dessa sexta (26), haviam sido distribuídos 32,2 milhões de doses de vacinas. Deste total, foram aplicados 16,7 milhões de doses, sendo 12,8 milhões da primeira dose e 3,9 milhões da segunda dose.

>> Covid-19: Anvisa alerta para evitar a mistura de vacinas nas diferentes doses

País com mais novas mortes semanais

O Brasil é o país com mais novas mortes semanais registradas por covid-19. A marca está no novo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, que analisa a semana epidemiológica 11, de 14 a 20 de março.

Nesse período, foram 15.650 novas mortes por covid-19, mais do que o dobro do segundo colocado, os Estados Unidos, onde morreram 7.147 pessoas pela doença. Em seguida vêm México (3.337), Rússia (2.921) e Itália (2.761). Enquanto a curva do Brasil sobe de forma intensa, a curva de mortes dos EUA vem fazendo movimento inverso.

Mais novos casos

O Brasil também ocupa a primeira posição no ranking global dos novos casos de covid-19. Na semana epidemiológica 11, foram 510.901 infectados pelo novo coronavírus, 32% acima do segundo colocado, os Estados Unidos, que tiveram 384.732 novos casos na mesma semana. Aparecem na lista também Índia (240.082), França (171.656) e Itália (154.493).

Evolução

As 15.650 mortes registradas na semana 11 marcam um novo recorde. O número significa um aumento de 22% sobre a semana anterior, quando foram confirmados 12.777 falecimentos. A média móvel no período de mortes considerando os sete dias ficou em 2.236.

O número de novos casos registrados acompanha a mesma tendência, embora com aumento em menor índice. Os 510.901 novos diagnósticos confirmados representaram uma ampliação de 2% em relação à semana anterior, quando o boletim marcou 500.772 novas notificações de pessoas infectadas com o novo coronavírus.

Estados

Conforme o boletim epidemiológico, 16 estados e o Distrito Federal tiveram aumento do número de infectados na semana epidemiológica 11, enquanto três ficaram estáveis e sete tiveram redução. Os maiores aumentos se deram no Espírito Santo e Amapá (45%). Já as quedas mais intensas ocorreram no Rio Grande do Norte (-60%) e Paraná (-52%).

Quando consideradas as mortes, o número de estados com acréscimo das curvas foi de 23. Quatro tiveram diminuição em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais representativos foram registrados no Distrito Federal (76%) e em Sergipe (65%). As maiores quedas aconteceram em Roraima (-25%) e no Maranhão (-9%).

Mais Lidas