BENEFíCIOS

Calendário do Bolsa Família de março encerra nesta quarta; veja quando volta a receber, e se será com auxílio emergencial e 13º salário

Confira quando deve receber o Bolsa Família novamente, se será com auxílio emergencial do Governo Federal e 13º salário do Governo de Pernambuco


Calendário do Bolsa Família de março encerra nesta quarta; veja quando volta a receber, e se será com auxílio emergencial e 13º salário

O auxílio emergencial começa a ser pago em abril - Foto: JC Imagem

O calendário de pagamentos do Bolsa Família de março de 2021, com 13º salário para alguns, começou no dia 18 e encerra nesta quarta-feira (31).

pagamento do Bolsa Família, com décimo terceiro salário do Governo de Pernambuco, volta em abril. O pagamento do 13º salário do Bolsa Família está dividido segundo o mês de aniversário. [confira o calendário abaixo]

Além disso, em abril, terá início o pagamento do auxílio emergencial 2021, pela Caixa Econômica Federal

 

>> Entenda se você deve receber auxílio emergencial em 2021; já foram divulgadas datas de início e parte dos calendários

>> Auxílio emergencial 2021: aumento de valor para R$ 600 é possível?

>> Auxílio emergencial 2021: quantos recebem por família? Já tem calendário? Quanto recebe quem é do Bolsa Família? Veja detalhes do decreto editado por Bolsonaro

>> Auxílio emergencial 2021: além do aumento do valor para R$ 600, confira outras mudanças que ainda podem acontecer

 

Pagamentos

Nesta quarta-feira (31), recebem o Bolsa Família os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) finalizado em 0. Os próximos pagamentos começam em 16 de abril.

13º salário do Bolsa Família

Além do pagamento normal, os beneficiários  do Bolsa Família também recebem o 13º salário, pago pelo Governo do Estado. [Confira aqui o calendário completo do 13º salário do Bolsa Família]

Em março, receberam 13º salário do Bolsa Família os nascidos de maio a agosto. Em abril, recebem os nascidos de setembro a dezembro.

Auxílio emergencial

Havia uma possibilidade de que o auxílio emergencial 2021 começasse a ser pago junto com o calendário do Bolsa Família, ainda em março.

No entanto, por causa de atrasos relacionados à PEC Emergencial, o pagamento do auxílio emergencial começa em abril.

auxílio emergencial vai ser pago quando o benefício for mais vantajoso do que o valor do Bolsa Família. São três valores do auxílio emergencial, em 2021: R$ 150 para pessoas sozinhas, R$ 375 para mães chefes de família monoparental e R$ 250 para os outros casos.

Confira as datas de início e calendários do Auxílio Emergencial 2021, de todas as parcelas, divulgados até agora.

 

Veja o calendário de abril

  • 16/04 - NIS final 1
  • 19/04 - NIS final 2
  • 20/04 - NIS final 3
  • 22/04 - NIS final 4
  • 23/04 - NIS final 5
  • 26/04 - NIS final 6
  • 27/04 - NIS final 7
  • 28/04 - NIS final 8
  • 29/04 - NIS final 9
  • 30/04 - NIS final 0

 

>> Com anúncio de Bolsonaro, auxílio emergencial 2021 já tem datas de início de pagamento para todos; confira calendários já divulgados

>> Calendário do auxílio emergencial 2021: confira datas de pagamento para beneficiários do Bolsa Família em abril, maio, junho e julho

>> Auxílio emergencial 2021 já tem primeiros calendários; confira datas e veja o que falta para começar pagamentos

 

Pagamento via Caixa Tem

A Caixa Econômica Federal iniciou, em dezembro, o pagamento aos beneficiários do Programa Bolsa Família, com os serviços da Conta Poupança Social Digital (Caixa Tem).

Assim, beneficiários sem conta bancária podem receber o benefício por meio de crédito na conta digital, sacar com o cartão Bolsa Família e movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem. 

A abertura das contas digitais (Caixa Tem) para crédito do Bolsa Família foi de forma escalonada e terminou na sexta (19), quando começaram a receber via Caixa Tem os últimos beneficiários do Bolsa Família que faltavam.

 

>> Auxílio emergencial 2021: veja como consultar e regularizar situação do CPF para garantir benefício

>> Quem não conseguiu auxílio emergencial em 2020 poderá receber em 2021?

>> Confira como consultar se vai receber auxílio emergencial 2021 a partir de abril

>> Auxílio emergencial 2021: precisa fazer cadastro de novo? E quem não é cadastrado?

 

Mais informações

As informações sobre os benefícios das famílias podem ser acessadas nos aplicativos Bolsa Família e Caixa Tem. Também é importante ficar atento aos extratos bancários. Neles, muitas informações importantes podem ser acompanhadas, como bloqueios e cancelamentos.

Para outras informações, o cidadão também pode utilizar o Teleatendimento pelo número 121. No site da Caixa, é possível encontrar tutoriais de como receber e movimentar os benefícios no aplicativo Caixa Tem.

  

Ampliação de uso da Poupança Social

No dia 22 de outubro, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Lei nº 14.075/2020, que permitiu à União, Estados e Municípios realizar pagamentos de diversos benefícios sociais e previdenciários em Conta Poupança Social Digital.

Antes da sanção da Lei, a conta era utilizada exclusivamente para os pagamentos dos Auxílio Emergencial, Auxílio Emergencial Extensão, Saque Emergencial FGTS e Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). 

 

Como movimentar a conta

A Conta Poupança Social Digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. Para utilizá-la, não é preciso gerar nova senha. O beneficiário poderá usar a mesma senha do cartão social.

Logo após o crédito dos valores, é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil.

O beneficiário também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas através da opção “Pagar na Lotérica” do Caixa Tem, além de poder realizar saques da conta com o cartão do Programa Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

 

Cartão de débito virtual

Para utilizar o cartão, o beneficiário precisa gerá-lo, entrando no aplicativo e acessando o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do Caixa Tem.

Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Com o Cartão de Débito Virtual Caixa é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. 

Pagamento nas maquininhas

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o Caixa Tem oferece a opção “Pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados.

É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas maquininhas dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o telefone para leitura do QR Code gerado na maquininha do estabelecimento.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.