INVESTIGAçãO

Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino prestam depoimento em delegacia

O casal é suspeito da morte de Henry, de apenas 4 anos, e foi preso temporariamente

Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino prestam depoimento em delegacia

Dr. Jairinho e mãe de menino Henry prestam depoimento no Rio de Janeiro - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Com informações da Agência Brasil

O vereador Dr. Jairinho (afastado do Solidariedade) e a namorada Monique Medeiros da Costa e Silva prestam depoimento na Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca (16ªDP). Os dois foram presos nesta quinta-feira (08), no Rio de Janeiro, por serem suspeitos da morte do menino Henry Borel, de 4 anos, filho de Monique, que ocorreu no dia 8 de março. De acordo com a Polícia Civil, O padrasto Dr. Jairinho e a mãe de Henry moravam com o menino em um apartamento onde a criança teria sofrido fortes agressões.

O menino tinha passado o fim de semana com o pai, o engenheiro Leniel Borel, que o deixou em casa na noite de domingo (dia 7 de março). O advogado de defesa do casal, André Barreto, chegou à delegacia logo após a prisão do vereador e da mãe de Henry. Procurado pela reportagem da Agência Brasil, o advogado não respondeu às mensagens. 

Lembrança de Henry

O pai de Henry, Leniel Borel, postou uma mensagem no Instagram em que Henry aparece dançando e o engenheiro escreveu o seguinte na legenda da publicação:

> Entenda como padrasto Dr. Jairinho foi de testemunha a acusado pela morte; mãe também é suspeita

“Henry, 30 dias desde que te dei o último abraço. Nunca vou esquecer de cada minuto do nosso último final de semana juntos. Deixar você bem, cheio de vida, com todos os sonhos e vontades de uma criança inocente. Desculpe o papai por não ter feito mais, lutado mais e protegido você muito mais. Confiamos que Deus fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. Salmos 37”, 

Afastamento do partido

O partido Solidariedade comunicou “o afastamento do vereador Jairo Souza Santos Junior, conhecido como Dr. Jairinho” da legenda. Em nota, o partido disse que aguarda a apuração dos fatos e uma posição final da Justiça.

> Caso Henry: Mãe do menino foi a salão de beleza pouco depois de sepultar corpo do filho

“Nós, enquanto um partido formado por cidadãos que buscam um futuro melhor, manifestamos nosso repúdio a todo e qualquer tipo de maus tratos e violência, principalmente contra crianças e adolescentes. Lutamos pelos desfavorecidos e seguiremos atentos aos mais vulneráveis de nossa sociedade”, afirmou a legenda, em nota.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.