Eleições do Sport

Sport define nova diretoria em eleições acirradas, nesta sexta-feira (9)

Quatro chapas concorrem nas eleições do Sport

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 09/04/2021 às 9:23
SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
FOTO: SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Leitura:

Torcedores do Sport Club do Recife escolhem a nova mesa diretora do time nesta sexta-feira (9). A eleição tem quatro chapas candidatas e acontece após três adiamentos. A nova diretoria assume a responsabilidade de comandar o Leão até o final de 2022.

Os torcedores aptos a votar podem comparecer à sede do Sport, no bairro da Ilha do Retiro, das 8h às 18h desta sexta-feira. Em função da pandemia do novo coronavírus, o drive-thru foi adotado como forma dos sócios depositarem os votos.

A pandemia, inclusive, foi responsável por dois adiamentos do escrutínio. As autoridades sanitárias indicaram que não havia segurança para os sócios comparecerem às urnas com o potencial risco de provocarem aglomerações, o que é desaconselhado por causa da transmissão da covid-19.

O primeiro adiamento havia acontecido no final do ano passado, quando o Conselho Deliberativo decidiu que o foco do clube deveria ser a manutenção na Série A. O objetivo foi alcançado.


Candidatos


Participam do processo eleitoral os seguintes candidatos:

Milton Bivar/Chapa Sport de Primeira: presidente licenciado do Sport, atualmente coordena o futebol;

Nelo Campos/Chapa Sport na Raça: é empresário e ex-diretor de futebol da gestão;

Delmiro Gouveia/Chapa Juntos pelo Sport: advogado; e

Eduardo Carvalho/Chapa Movimento uma Razão para Viver: advogado.


O que dizem os candidatos?

  • Milton Bivar:

"Assumimos o compromisso de administrar com austeridade, num projeto de no mínimo seis anos, que tinha como princípio básico, devolver o Sport a Série A, e lá mantê-lo, no lugar de fato e de direito. Somente por esse caminho teríamos condições financeiras de atingir nossos objetivos. Apenas dois anos se passaram de uma gestão corajosa, que enfrentou os problemas, e aplicou remédios amargos para tirá-lo da UTI, sem medidas populistas", disse Bivar.

  • Nelo Campos:

"Todos esses pedidos para me candidatar à presidência do Sport fizeram com que eu pensasse na disputa. E, hoje, eu sei que tenho uma equipe que posso confiar e juntos poderemos revolucionar o Sport. Isso me deu a certeza de que era uma missão que eu teria que assumir e estou pronto para esse desafio. A torcida, inclusive, foi uma das principais motivações", comentou Nelo.

  • Delmiro Gouveia:

"Vamos focar em uma administração eficiente e de responsabilidade, transparência, futebol e base forte e respeito ao nosso patrimônio. Também de inclusão social, sustentabilidade e participação efetiva das mulheres. Não há motivos também para o Sport não ser auditado", afirmou Delmiro.

  • Eduardo Carvalho:

"Em primeiro lugar é restaurar a dignidade. O Sport precisa de um presidente que não minta e que respeite o estatuto. Nosso planejamento tem como princípios a absoluta transparência e o profissionalismo radical , chega de improvisos, o Sport não é cabine de empregos", contou Eduardo.

Mais Lidas