SOLIDARIEDADE

Família que sobreviveu à queda de barreira no Recife não tem onde morar e pede ajuda

Interessados podem entrar em contato para ajudar família de José Cláudio Batista, que perdeu a casa, após deslizamento de barreira no Ibura

Família que sobreviveu à queda de barreira no Recife não tem onde morar e pede ajuda

José Cláudio é mais um dos recifenses que perde tudo em mais um desastre nas barreiras da capital pernambucana - Foto: Tião Siqueira/JC Imagem

Solidariedade é a esperança da família que sobreviveu ao desabamento de uma barreira no Jardim Monte Verde, no Ibura, zona sul do Recife, na madrugada de segunda-feira (12). Poucos objetos pessoais foram resgatados em meio aos entulhos, na Primeira Travessa da Chapada do Araripe.

> Veja o relato de José Cláudio que salvou a filha em desmoronamento

Parte da encosta não aguentou a chuva e atingiu o imóvel simples com sala, cozinha, banheiro e apenas um quarto. Quatro pessoas estavam na hora do desabamento: o pedreiro José Cláudio Batista, a mulher e o casal de filhos.

A adolescente de catorze anos ficou soterrada e com ajuda dos vizinhos acabou sendo retirada da lama e levada ao hospital. A garota permanece em observação no Hospital da Restauração, no Derby, centro da capital, já que sofreu ferimentos leves e passou por exames clínicos.

Pedido de ajuda

Apesar do alívio, a família vive outro drama – não tem onde morar e os poucos pertences foram perdidos na barreira. O pedreiro José Cláudio batista tem 46 anos e, neste momento, está desempregado vivendo apenas de pequenos bicos.

> Após ato heroico em deslizamento de barreira, pai e filha tem reencontro emocionante no Recife

> Pedreiro que salvou filha após deslizamento de barreira no Recife luta para sustentar família: ''Ganho 20, 35 ou R$ 40''

Os interessados em ajudar devem entrar em contato pelo número que também é WhatsApp (81) 9 8899 9398.

Nota da Prefeitura do Recife 

Confira a nota da Prefeitura do Recife na íntegra

A Prefeitura do Recife esclarece que a chuva deste último final de semana foi um evento atípico. Em apenas 72h foi registrado um acumulado de 292 milímetros na cidade, o que representa 89% dos 326,3 milímetros previstos para todo o mês de abril.

A Ação Inverno 2021 foi iniciada em janeiro com a limpeza dos 99 canais que cortam a cidade. Até agora, 32 canais foram limpos, entre eles os canais do Ibura e do Jordão, e outros 12 estão com a intervenção em andamento, e mais de 30 mil toneladas de resíduos foram retiradas.

Com a Ação Inverno 2021, a Prefeitura está investindo R$ 96,6 milhões em ações de contenção de encostas, prevenção e monitoramento em áreas de risco, colocação de lonas plásticas, limpeza de canais e eliminação de pontos de alagamento, entre outras. O trabalho começou em janeiro deste ano.

A Emlurb também realizou a desobstrução de pontos de acúmulo de água neste final de semana, com caminhões equipados com jato de sucção atuando em diversas vias da cidade.

É importante lembrar que muitas áreas do município foram construídas em aterros ou ainda de forma desordenada, alguns pontos da cidade ficam abaixo do nível do mar e sofrem com a influência das marés, que alagam partes dos bairros mesmo sem incidência de chuvas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.