INVESTIGAçãO

Promotor detalha o que ocorreu no dia da morte do delegado Anderson Liberato

O delegado da Polícia Civil de Pernambuco Flávio Anderson Liberato foi enterrado em Fortaleza, no Ceará

Promotor detalha o que ocorreu no dia da morte do delegado Anderson Liberato

O promotor Rolemberg Feitosa detalhou sobre a morte do delegado Anderson Liberato. - Foto: Reprodução/NE10 Interior/TV Jornal Interior

Com informações do NE Interior

Em entrevista exclusiva à TV Jornal Interior, o promotor Rolemberg Feitosa contou detalhes sobre a morte do delegado titular da cidade de Brejo da Madre de Deus, Anderson Liberato, que aconteceu no domingo (18). De acordo com o promotor, o delegado estava na fase final de uma investigação e havia identificado os possíveis autores de um homicídio ocorrido na cidade de Jataúba. A morte de Anderson Liberato continua sendo investigado pela Polícia Civil.

"O delegado, junto com sua equipe, tinha feito uma investigação preliminar e chegado a esses possíveis autores [do crime de homicídio]. Eles, inclusive, iriam ser presos temporariamente para que as investigações finalizassem nesse sentido", detalhou o promotor.

Nesta segunda-feira (19), o corpo do delegado Anderson Liberato, de 32 anos, foi sepultado e enterrado em Fortaleza, no Ceará, onde nasceu. Formado em letras e direito, ingressou na corporação no dia 29 de janeiro de 2018. Além de Brejo da Madre de Deus e Jataúba, ele também já atuou na cidade de Santa Cruz do Capibaribe e em Caruaru.  

Entenda o caso

O delegado da Polícia Civil de Pernambuco Flávio Anderson Liberato Alves do Nascimento, de 32 anos, estava de folga, mas o titular da Delegacia de Brejo da Madre de Deus não deixou o compromisso de lado e seguiu com a equipe até o município vizinho de Jataúba para cumprir dois mandados de prisão.

Os alvos eram um homem de 43 anos e uma mulher de 42, ambos suspeitos de envolvimento na morte de José Edielson de Almeida Ramos, que ocorreu no último dia 08 de abril, em Jataúba.

Suspeito de matar delegado é morto a tiros em ambulância durante transferência para hospital

Segundo informações da polícia, ao entrar em um prédio na Avenida José Lopes de Siqueira, onde os suspeitos moravam, o delegado prendeu a mulher. Ao perceber a movimentação, o homem teria atirado pela janela do banheiro contra o delegado, que revidou e acertou o acusado.

> Veja tudo o que se sabe até agora sobre o assassinato do delegado Anderson Liberato em Jataúba

Anderson foi socorrido até a Unidade Mista Ana Argemina após receber três tiros – um no braço, o outro na coxa esquerda e o último na região clavicular. Esse último disparou atingiu o pulmão e coração do delegado.

Suspeito de matar o delegado Anderson em Jataúba foi morto a tiros na ambulância
Suspeito de matar o delegado Anderson em Jataúba foi morto a tiros na ambulância
Reprodução/NE10 Interior

Três médicos tentaram estabilizar o delegado até que o helicóptero da Secretaria de Defesa Social chegasse para o transportá-lo até a capital pernambucana, mas infelizmente ele não resistiu e morreu.

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco disse que Anderson vinha traçando uma importante trajetória na PCPE e que sua morte representa uma grande perda para a corporação.

Luto 

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco disse que Anderson vinha traçando uma importante trajetória na PCPE e que sua morte representa uma grande perda para a corporação.

A Polícia Federal de Pernambuco disse lamentar profundamente o falecimento do delegado e espera que os colegas, amigos e familiares encontrem conforto e paz diante de um acontecimento tão triste.

Já a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco ressaltou que o delegado era um profissional competente e dedicado e que essa é uma perda irreparável para a segurança pública.

A Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe) também manifestou luto pela perda do colega. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.