NOVO CORONAVíUS

Estudo confirma primeira morte no Brasil por reinfecção de covid-19 com variantes

Aos 39 anos, o homem não resistiu ao segundo episódio da reinfecção da covid-19

Estudo confirma primeira morte no Brasil por reinfecção de covid-19 com variantes

Homem morre após reinfecçaõ com o novo cornavírus no Brasil - Foto: Pixabay

Com informações do Uol

Um homem de 39 anos morreu vítima de reinfecção de covid-19 após ser infectado por duas variantes diferentes do novo coronavírus, em um intervalo de três meses e 11 dias, sendo o primeiro caso confirmado de morte no Brasil por reinfecção pelo novo coronavírus. O paciente não teve sintomas no primeiro episódio, mas não resistiu ao segundo e morreu na segunda-feira (19). A vítima era morador do município de Campo Bom, no Rio Grande do Sul (RS).

O caso está relatado em um artigo científico produzido por 15 pesquisadores brasileiros que são comandados pelo Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale (RS), que foi publicado na plataforma Research Square em pré-impressão, ou seja, ainda em fase de revisão dos pares.

De acordo com o artigo, o paciente era portador de doença cardiovascular crônica e diabetes. No primeiro episódio, o gaúcho teve infecção pela variante P.1 da covid-19. Já no segundo, foi pela P.2. Ambas as cepas do novo coronavírus têm origem no Brasil. O estudo também revelou que a segunda infecção evoluiu com complicações, "sendo o paciente encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e intubado devido à grave perda de capacidade pulmonar".

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

> "Situação está longe do fim”, diz presidente da Anvisa sobre pandemia da covid-19

> Vacina da covid-19 x influenza: Qual tomar primeiro, intervalo entre doses e têm efeitos colaterais?

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.